Via Sacra: Ruas de Idanha-a-Nova recebem instalação artística

 Via Sacra: Ruas de Idanha-a-Nova recebem instalação artística

Idanha-a-Nova tem patente ao público a instalação artística urbana “Os Passos da Via Sacra”, que compreende um conjunto de 15 imagens em exposição nas ruas da vila.

O município de Idanha-a-Nova, no distrito de Castelo Branco, lançou a iniciativa “Aleluia em Casa 2021”, que inclui um conjunto de eventos quaresmais e pascais que vão decorrer em formato digital devido à pandemia da covid-19.

“Vamos apresentar e lançar a agenda dos Mistérios da Páscoa, publicação que calendariza as 270 tradições quaresmais e pascais que o município acolhe durante 90 dias, mas estas não vão decorrer de um modo normal. Todos os eventos que envolvam a população foram cancelados e vamos recorrer às redes sociais”

afirmou à agência Lusa o presidente da autarquia, Armindo Jacinto

A instalação artística urbana “Os Passos da Via Sacra” decorre até ao dia 04 de abril, no âmbito do evento “Aleluia em Casa 2021”.

O município de Idanha-a-Nova convidou Susa Monteiro a ilustrar os Passos da Via Sacra, evocando as encomendas de arte religiosa de outrora.

“Esta é uma forma de assinalar o património cultural imaterial do concelho associado à Quaresma e à Páscoa, num período em que devido à pandemia de covid-19 não é possível realizar as tradicionais manifestações de religiosidade popular”

sustentou o autarca

O conjunto das imagens configura uma instalação artística urbana pelas ruas da vila de Idanha-a-Nova e recorda os arranjos piedosos efémeros, montados nesta ocasião para edificação dos fiéis e que, em tempos idos, incluíam panos pintados de armar.

O percurso das 15 ilustrações de Susa Monteiro começa na Igreja Matriz de Idanha-a-Nova e passa pelo Solar dos Marqueses da Graciosa, Largo da Senhora do Rosário, Capelas de S. Francisco Xavier e de S. João, Largo 25 de Abril, Avenida Mouzinho de Albuquerque, Rua Heróis do Ultramar, Jardim dos Antónios, Capela do Espírito Santo, Edifício dos Paços do Concelho, Rua António Manzarra, Largo de Santo António, Capela da Senhora das Dores e termina no Centro Cultural Raiano (CCR).

A representação que vai estar patente no CCR vai ser colocada apenas no Domingo de Páscoa.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter