Proença-a-Nova: GNR vai reunir com CDS mas diz que situação “nada mais é que o normal”

Proença-a-Nova: GNR vai reunir com CDS mas diz que situação “nada mais é que o normal”

O Coronel Albino Tavares, Comandante do Destacamento Territorial da GNR de Castelo Branco, confirmou esta manhã ao Jornal de Proença, que irá agendar o encontro pedido pela concelhia do CDS-PP de Proença-a-Nova.

Recordar que em nota enviada, o CDS acusa a GNR de perseguir os cidadãos “algumas vezes até ao interior de propriedades com o objetivo de fazer testes de alcoolemia” e de realizar “operações STOP de grande envergadura desproporcionais ao diminuto número de cidadãos”.

Ao Jornal de Proença, o Coronel Albino Tavares afirma que a GNR não recebeu “qualquer queixa formal sobre a atuação dos militares, tirando agora este comunicado do CDS”.

O Comandante que admite já ter entrado em contacto com o Posto da GNR de Proença-a-Nova, para perceber o que se passa.

Sobre as operações de STOP, Albino Tavares afirma que tudo o que tem sido feito “nada mais é que o normal, não se nota que sejam mais que o normal”. Já sobre as perseguições para a realização de testes ao álcool, o Coronel Albino Tavares explica que “não é normal acontecer” mas que “poderá eventualmente ter acontecido uma ou outra vez por uma situação particular, mas não é normal.”

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter