Proença-a-Nova: Crianças têm direitos estendidos

Proença-a-Nova: Crianças têm direitos estendidos

Na linha da na Declaração de Genebra dos Direitos da Criança de 1924, a Declaração dos Direitos da Criança foi proclamada pela Resolução da Assembleia Geral das Nações Unidas n.º 1386 (XIV), em 20 de Novembro de 1959.

Trinta anos depois, a Assembleia Geral das Nações Unidas adaptou a Convenção sobre os Direitos da Criança (20Nov.1989), que foi ratifificada por Portugal em 21 de Setembro de 1990.

Estas declarações foram proclamadas na base das preocupações com o bem-estar das crianças e considerando que a Humanidade deve à criança o melhor que tem para dar.

Para assinalar o 31.º aniversário da Convenção dos Direitos da Criança (1989), no passado dia 20 de Novembro a CPCJ-Comissão de Promoção e Protecção das Crianças e Jovens de Proença-a-Nova levou a efeito a actividade “Estendal dos Direitos”.

Os trabalhos plásticos foram feitos pelas crianças que frequentam o Jardim-de-Infância “O Cortiço, os Jardins-de-Infância e as Escolas do 1.º Ciclo do concelho de Proença-a-Nova.

O “Estendal dos Direitos da Criança” está exposto nos locais seguintes: Na Vila de Proença-a- -Nova: Biblioteca Municipal, Casa das Associações, Centro de Saúde, Centro Educativo EB//JI; Escola Pedro da Fonseca, GNR, JI da Misericórdia “O Cortiço”, Junta de Freguesia, Livraria Paroquial, Paços do Concelho e Posto de Turismo, Santa Casa da Misericórdia e Segurança Social. (ver fotos na galeria)

Na vila de Sobreira Formosa: Biblioteca/ Museu, Centro de Saúde e Junta de Freguesia.

Aos professores e alunos colaboradores e às entidades acolhedoras do “Estendal dos Direitos”, a CPCJ de Proença-a-Nova expressa o seu mais caloroso Bem-haja!

*Alfredo B. Serra (Representante do Ministério da Educação na CPCJ)

Para si... Sugerimos também...

Subscreva a nossa newsletter