Proença-a-Nova: 48 ninhos de vespa asiática destruídos em 2020

 Proença-a-Nova: 48 ninhos de vespa asiática destruídos em 2020

Os serviços do Município de Proença-a-Nova destruíram 48 ninhos de vespa asiática em 2020 um pouco por todo o concelho, na sequência de informação recebida pela população, informa a autarquia em nota enviada à comunicação social.

Em STOP-Vespa é percetível que esta espécie ainda não chegou ao sul do país.

“Em setembro de 2011, na região de Viana do Castelo, a espécie invasora foi confirmada pela primeira vez em Portugal por entomólogos e apicultores (…) dali os núcleos expandiram-se pelo Noroeste e Centro de Portugal. Atualmente, apenas o Baixo Alentejo e o Algarve ainda não foram atingidos, mas a sua ocupação será, muito provavelmente, inevitável”

reconhece o ICNF

De acordo com o Instituto, o ciclo de vida da vespa asiática é anual e inicia-se na Primavera, “quando a rainha jovem acorda da hibernação, escondida ao abrigo do mau tempo mas fora do ninho, em árvores, no solo ou em fissuras de rochas. Em fevereiro-março, a rainha fundadora e fecundada irá em busca de alimento nutritivo à base de açúcares com que se alimenta, procurando abrigo numa árvore oca ou numa construção onde iniciará a postura, fundando a colónia, alimentando as larvas entretanto nascidas”. A partir de abril-maio, dá-se a movimentação da colónia para um ninho definitivo. Em setembro-outubro, “a colónia atinge o número máximo de indivíduos que pode ir até 13.000 onde se incluem as potenciais rainhas fundadoras, que poderão chegar a algumas centenas. Em média, cada colónia pode gerar seis novos núcleos”. Apesar deste ciclo, em janeiro já foi identificado e destruído um ninho de vespa asiática no concelho.

Nesta fase do ano, até maio, os apicultores ou outros proprietários de colmeias podem ativamente contribuir para capturar as vespas fundadoras de novos ninhos, colocando armadilhas artesanais nos apiários e nas suas proximidades. O objetivo é tirar partido do facto de a fundadora ter de defender o território e recolher alimento.

A partir de março, em articulação com as Juntas e Uniões de Freguesias, o Município disponibilizará armadilhas no sentido de mitigar esta situação.

Sempre que detetar um ninho de vespa asiática, podem entrar em contacto com os serviços do Município pelo número 274 670 000 ou pelo email geral@cm-proencanova.pt ou gflorestal@cm-proencanova.pt.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter