PARA ADULTOS: “Casa de pais, escola de filhos”

PARA ADULTOS: “Casa de pais, escola de filhos”
Susana Mexias, Professora

“Falar de valores é uma maneira indirecta de descrever o tipo de vida que se pretende levar ou se entende dever levar”.

Paul Feyerabend

Os valores são considerados guias do comportamento, são eles que asseguram a unidade, consistência e utilidade de uma cultura.

Tudo o que reflecte a qualidade através da qual as acções possuem dignidade, é merecedor de respeito e de estima, logo é também reconhecido como precioso, na medida em que contribuem para o aperfeiçoamento do homem e consequente melhoramento da sociedade e por isso se considera um valor.

Os valores situam-se na ordem do ideal, apontam para um modo de agir superior, o qual se reflecte na forma de estar das pessoas e são sempre resultado da educação e da maneira como foram transmitidas as normas de conduta social, moral e familiar.

Ao contrário do animal, que está submetido e limitado ao presente, o homem pode agir de modo consciente e escolher entre as várias opções que lhe são apresentados no seu contexto, raciocinar e deliberar, prevendo as consequências da sua acção. Sabendo, todavia, que a autonomia e a liberdade não são absolutas, porque o homem está condicionado por factores biológicos, psicológicos e sociais.

Os valores só existem pelo homem e para o homem, pois implicam discernimento entre o bem e o mal, o justo e o injusto, a verdade e a falsidade, etc. Ordenados hierarquicamente permitem-nos escolher e pautar o nosso agir, modelando todo o ser humano e fazendo dela cada vez mais um ser portadora da máxima dignidade, na medida em que é superior aos outros animais, pois pensa, reflecte e decide, de acordo com a sua consciência, que se supõe estar esclarecida e bem formada.

Considerando que nada há de mais prático do que uma boa teoria, a qual aplicada na dose certa e no momento adequado será sempre segura e fazendo jus ao ditado “ é de pequenino que se torce o pepino”, fomentemos a importância duma educação com valores, apesar de haver “modernices”, que a ignorem, considerem desprestigiante ou, eventualmente, obsoleta.

A educação é decisiva para forjar o modo de ser, a personalidade e o carácter. O que os pais são, a forma como agem, o que dizem e a forma como o dizem, influencia, dia após dia, o comportamento dos filhos, por isso, é bom recordar a máxima tão esquecida quanto pertinente: “casa de pais, escola de filhos”.

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter