Igreja/Proença-a-Nova: Dia de Corpo de Deus destaca importância e sentido da Comunhão

 Igreja/Proença-a-Nova: Dia de Corpo de Deus destaca importância e sentido da Comunhão

Alertar para a importância e sentido da Comunhão é, para o Padre Virgílio Martins, Pároco da Paróquia de Proença-a-Nova, um dos grandes objetivos deste Dia de Corpo de Deus e um grande desafio para os tempos de hoje.

“No século XIII quando começou esta celebração do Corpo de Deus houve a necessidade de chamar a atenção para os mesmos problemas que nós temos hoje. As pessoas deixaram de comungar. Muitos tinham dúvidas acerca da presença real de Cristo na Eucaristia e isso interrogou a Igreja e criou-se esta festa chamando a atenção para o valor da comunhão”

referiu o sacerdote na homilia da Celebração

O Presidente da Celebração que começou a Eucaristia por relembrar que a atual pandemia de Covid-19 deu a todos a oportunidade de “fazer o essencial da nossa vida da nossa fé dos nossos ritos e tradições” reforçou que o essencial “é de facto este sentido de comunhão entre a Sé da Paróquia e todas as outras comunidades e também centrados em Cristo que se faz alimento para cada um de nós.”

Natural do concelho de Proença-a-Nova, Virgílio Martins afirmou ainda que este Dia de Corpo de Deus é um dia que o interroga “pela densidade da tradição que nós vivemos aqui em Proença e porque é uma manifestação de fé e uma tradição que devermos continuar sempre a celebrar”.

“Nós celebramos a Páscoa que é a festa principal dos cristãos e passamos 50 dias a celebrar, veio o Pentecostes a Santíssima Trindade e reparem celebramos o gesto maior de Jesus Cristo, celebramos o próprio Deus e agora este Deus diz-nos que se quisermos continuar a aprofundar este ministério basta comermos e bebermos do seu corpo e sangue”.

refere
Padre Virgílio durante a Homilia da Celebração

Para o sacerdote este é um dia de agradecimento da presença viva de Cristo em cada um de nós e um dia “de virmos e dizer que quando comungamos também nós somos custódias onde Cristo vai no nosso coração. E por isso é importante nós comungarmos, darmos valor a essa presença real de Cristo na Eucaristia que se faz comida, que se faz presença para nós o adorarmos e levarmos para nossas casas e para o mundo”.

Apesar de não se ter realizado a tradicional procissão, devido à covid-19, a Eucaristia que decorreu no Parque Urbano Comendador João Martins em Proença-a-Nova foi antecedida pela receção às bandeiras das Capelanias da Paróquia. Bandeiras estas que no final receberam a bênção do Santíssimo Sacramento num gesto de união para com todos os paroquianos e doentes da Paróquia que não puderam marcar presença.

A Celebração foi ainda transmitida online no Facebook do Município de Proença-a-Nova e pela Beira Baixa TV.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter