Covid-19: Taxa de incidência baixa em Proença-a-Nova

 Covid-19: Taxa de incidência baixa em Proença-a-Nova

De acordo com a DGS, que voltou hoje a atualizar o mapa de risco de contágio da Covid-19, o concelho de Proença-a-Nova baixou a taxa de incidência por 100 mil habitantes de 151 para 41. O concelho proencense é agora o terceiro concelho do distrito com a taxa mais elevada.

O concelho com a maior taxa continua a ser o concelho de Belmonte que esta semana voltou a registar um aumento. Quem também viu a taxa de incidência aumentar ligeiramente foi o concelho de Castelo Branco.

Os restantes concelhos do distrito de Castelo Branco continuam na diminuição das respetivas taxas.

Há ainda a registar o facto de mais três concelhos (Vila de Rei, Penamacor e Idanha-a-Nova) terem registado uma taxa de zero. Estes três concelhos juntam-se assim aos concelhos de Oleiros e Vila Velha de Ródão que se mantêm a respetiva taxa.

A respetiva taxa de incidência por 100 mil habitantes é a seguinte:

  • Concelhos de risco extremamente elevado (>960 casos)
    • Não não registo de concelhos
  • Concelhos de risco muito elevado (480-960casos)
    • Não não registo de concelhos
  • Concelhos de risco elevado (240-480casos)
    • Belmonte (297 casos por 100 mil habitantes)
  • Concelhos de risco moderado (<480casos)
    • Covilhã (73 casos por 100 mil habitantes)
    • Proença-a-Nova (41 casos por 100 mil habitantes)
    • Sertã (34 casos por 100 mil habitantes)
    • Fundão (30 casos por 100 mil habitantes)
    • Castelo Branco (17 casos por 100 mil habitantes)
    • Vila de Rei (0 casos por 100 mil habitantes)
    • Penamacor (0 casos por 100 mil habitantes)
    • Idanha-a-Nova (0 casos por 100 mil habitantes)
    • Oleiros (0 casos por 100 mil habitantes)
    • Vila Velha de Ródão (0 casos por 100 mil habitantes)

De salientar que os dados reportam a um período de incidência cumulativa a 14 dias entre 10 e 23 de Março.

Portugal tem hoje uma incidência de 70,0 novos casos de infeção com SARS-CoV-2 por 100.000 habitantes e um índice de transmissibilidade (Rt) de 0,94, segundo o boletim conjunto da Direção-Geral da Saúde (DGS) e do INSA.

De acordo com os dados oficiais, quando analisado apenas o território de Portugal Continental a incidência situa-se nos 63,4 casos por 100.000 habitantes e o Rt em 0,93.

Imagem DGS

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter