Covid-19: Segunda fase do desconfinamento avança segunda-feira

Covid-19: Segunda fase do desconfinamento avança segunda-feira

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou esta quinta-feira, 1 de Abril, que Portugal pode “dar o passo de avançar” com as medidas de desconfinamento previstas para a próxima segunda-feira.

No final do Conselho de Ministros, António Costa explicou que “a aplicação combinada dos dois critérios” – incidência e ritmo de transmissão – mantém Portugal “claramente no quadrante verde”.

“Podemos dar o passo de avançar nas medidas de desconfinamento previstas para a próxima segunda-feira”

anunciou

Desta forma e a partir da próxima segunda-feira, 5 de Abril são retomadas as aulas do 2.º e 3º ciclos (e ATLs para as mesmas idades) e reabrem os equipamentos sociais na área da deficiência; os museus, monumentos, palácios, galerias de arte e similares; as lojas até 200 m2 com porta para a rua; as esplanadas (max 4 pessoas).

As Feiras e mercados não alimentares estão autorizadas, por decisão das Câmaras Municipais. São ainda retomadas as modalidades desportivas de baixo risco e a atividade física ao ar livre até 4 pessoas e ginásios sem aulas de grupo.

Apesar do desconfinamento avançar o primeiro-ministro afirmou hoje que há 19 concelhos no continente acima do limiar de risco de incidência da covid-19, que podem não avançar no desconfinamento, caso a situação se mantenha na próxima avaliação do Governo.

“Se em duas avaliações sucessivas, os mesmos concelhos estiverem acima do limiar de risco, nesses concelhos não devem avançar as medidas de desconfinamento”

informou António Costa segundo proposta dos especialistas ouvidos pelo Governo

Dos 19 concelhos com maior incidência de casos, destacam-se Carregal do Sal, Moura, Odemira, Portimão, Ribeira de Pena e Rio Maior, com mais de 240 casos por 100 mil habitantes, segundo os dados hoje divulgados recentes.

A este grupo de 19 pertencem ainda os concelhos de Alandroal, Albufeira, Beja, Borba, Cinfães, Figueira da Foz, Figueiró dos Vinhos, Lagoa, Marinha Grande, Penela, Soure, Vila do Bispo e Vimioso, que registam entre 120 a 240 casos por 100 mil habitantes.

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter