Cláudia André acusa ministro da Educação de “correr atrás do prejuízo”

 Cláudia André acusa ministro da Educação de “correr atrás do prejuízo”

Para Cláudia André, deputada do PSD eleita por Castelo Branco, o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, “corre atrás do prejuízo”.

Na nota enviada para a comunicação social, a parlamentar justifica a acusação “quando se sabe que centenas de alunos do distrito continuam por receber equipamentos tecnológicos para o ensino à distância (computadores, periféricos e ligações de acesso à Internet).”

“[O ministro] corre atrás do prejuízo, apresenta falhas nas respostas aos confinamentos. Anda estamos à espera dos 335 mil computadores prometidos em janeiro e que chegariam até ao final de março, e também falha no planeamento das aprendizagens no regresso à escola”

afirmou a parlamentar em plenário do Parlamento, no passado dia 31 de março

Para a deputada social-democrata, que é professora de profissão, “os alunos portugueses merecem muito mais que aquilo que têm recebido por parte do Ministério e do ministro da Educação”.

“Já conhecemos bem o programa de recuperação de muitos países, França, Espanha. E Portugal? Nada sabemos! Sabemos apenas que será criado um grupo de trabalho”.

questionou

Cláudia André, que é coordenadora da 8.ª Comissão (Educação, Ciência, Juventude e Desporto), entende que “o Ministério da Educação tem falhado nas respostas estruturantes e capazes”, salientando que os alunos portugueses precisam de um ministro “capaz de antecipar, de planear estrategicamente medidas de fundo e capaz de responder às necessidades dos alunos”.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter