CIMBB: Participação em produções artísticas com inscrições abertas

 CIMBB: Participação em produções artísticas com inscrições abertas

Em conjunto com os diversos municípios que a constituem, a CIMBB encontra-se a desenvolver, no âmbito do Projeto Beira Baixa Cultural 2.0, dois projetos artísticos itinerantes.

A execução destes projetos artísticos contemplará a realização de residências artísticas em cada um dos Municípios, a inclusão das associações locais e da participação da comunidade local, pelo que, apesar da génese e da base do projeto artístico ser transversal o resultado final (espetáculo) será inevitavelmente distinto em cada um deles, considerando que terá a participação de pessoas e entidades diferentes.

salienta a CIMBB em nota enviada

Assim, a CIMBB tem abertas as inscrições para todas as pessoas interessadas em participar nas produções artísticas junto dos serviços culturais do respetivo Município (Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Proença-a-Nova, Oleiros, Penamacor, Vila Velha de Ródão) ou através dos contatos Tel.: 272 342 540 ou e-mail: geral@cimbb.pt, até ao dia 14/04/2021.

O objetivo é que se traduza na apresentação de 12 espetáculos finais distintos, “promovendo desta forma o intercâmbio e a itinerância dos públicos pelo conjunto dos 6 Municípios motivados pela curiosidade e interesse em perceber a evolução final que o projeto artístico sofreu em cada uma das localidades”.

O primeiro espetáculo será na temática das “Invasões Francesas na Beira Baixa” e o segunda na temática da “Água”, um em cada semestre do ano 2021.

revela

A preparação para o primeiro espetáculo “As Invasões Francesas na Beira Baixa” (capacitação e ensaios) “decorrerá entre os meses de abril e junho, realizando-se durante o mês de julho a apresentação final dos espetáculos em cada um dos concelhos” informa a comunidade intermunicipal.

Para a CIMBB “o envolvimento das associações e comunidade local é fundamental para aproximar a população do património histórico e legado cultural relevante de cada Município e da Beira Baixa, fomentando a sua participação cívica e a retoma da fruição cultural de uma forma segura e confiante por parte da população e dos visitantes que se desloquem à região.”

Além da apresentação pública, encontra-se ainda prevista a transmissão em direto dos espetáculos, através de plataformas digitais, “garantindo desta forma que os conteúdos culturais (espetáculos) produzidos atingem diferentes públicos de diferentes contextos e regiões, assumindo como uma estratégia para projetar a imagem da região da Beira Baixa e desta forma incrementar a capacidade de atração turística, pela oferta de atividades culturais distintivas associadas à identidade, cultura e tradições únicas da Beira Baixa.”

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter