CIMBB: Orçamento de 3,5 milhões de euros para 2021 aprovado

CIMBB: Orçamento de 3,5 milhões de euros para 2021 aprovado

Foi ontem, 17 de Dezembro, aprovado o orçamento da Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa para 2021. O orçamento que ultrapassa os 3.5 milhões de euros, foi aprovado por unanimidade na Assembleia Intermunicipal da Beira Baixa.

O esforço orçamental da Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa (CIMBB) para o ano de 2021 centra-se, entre outras áreas, na mobilidade e transportes, Turismo e Cultura, Educação, Florestas e Proteção Civil.

refere a CIMBB em nota enviada

Sendo assim para o próximo ano está previsto “a implementação de um projeto piloto de transporte a pedido, na região da Beira Baixa, que prevê a possibilidade de uma mobilidade mais facilitada e adequada às necessidades do território. Do mesmo modo, concluir-se-á o processo de concurso público para a exploração do serviço de transporte de passageiros.”

No campo da valorização territorial a aposta continuará na “estruturação da oferta turística e da promoção do território de um modo integrado. O objetivo é posicionar a Beira Baixa, cada vez mais, como um destino turístico e cultural de relevância no panorama peninsular.” Já no domínio da educação a CIMBB “prevê a implementação de um novo programa de combate ao insucesso escolar, executar as ações Erasmus e a formação de públicos estratégicos no que respeita à igualdade de género” 

Na área das Florestas e Proteção civil “continuará a destacar-se o trabalho das brigadas de sapadores florestais, bem como a execução de um projeto europeu financiado pelo mecanismo de proteção civil da União Europeia (Projeto Vespra)”

Desta forma a CIMBB afirma que “continuará a procurar fortalecer a região através de um trabalho que tem, necessariamente, de ser cada vez mais em rede.”

O âmbito geográfico desta Comunidade Intermunicipal compreende os Municípios de Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Oleiros, Penamacor, Proença-a-Nova e Vila Velha de Ródão e tem como missão potenciar e promover o desenvolvimento da sub-região, otimizando e defendendo os interesses comuns dos Municípios, por forma a reforçar a identidade conjunta do território.

Para si... Sugerimos também...

Subscreva a nossa newsletter