Vila Velha de Ródão: Deputada critica destruição de antiga mina de ouro romana

 Vila Velha de Ródão: Deputada critica destruição de antiga mina de ouro romana

Cláudia André, deputada do PSD eleita pelo círculo de Castelo Branco, submeteu um conjunto de questões dirigidas à ministra da Cultura, a propósito da destruição de uma antiga mina de ouro romana no concelho de Vila Velha de Ródão.

Numa nota enviada à comunicação social, a deputada faz saber que “de acordo com a Associação de Estudos do Alto Tejo, a antiga mina de ouro foi destruída “no passado mês de janeiro devido a trabalhos de plantio de eucaliptos”.

Para o PSD, o sítio arqueológico assume “especial relevância patrimonial beneficiando de proteção, pelo que os trabalhos de florestação do sítio da Cova da Moura, no Fratel, não podiam nem deviam ter sido realizados sem curar de preservar o respetivo património arqueológico e cultural”.

Desta forma Cláudia André interpelou a ministra da Cultura.

“Quais as medidas que o Ministério da Cultura tenciona adotar para reparar os danos provocados a este bem arqueológico”. “Tenciona a ministra acionar todos os meios ao seu alcance, designadamente solicitar às instâncias judiciais as respetivas responsabilidades civis e criminais dos autores, bem como solicitar informação à Câmara Municipal de Vila Velha de Ródão no respeitante à violação do respetivo PDM?”

A mina identificada como bem arqueológico na segunda metade de 1970 encontra-se registada no Portal do Arqueólogo da Direção Geral do Património Cultural.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter