Vila de Rei: Município quer reforçar mercado habitacional

 Vila de Rei: Município quer reforçar mercado habitacional

A Autarquia Vilarregense quer reforçar o mercado habitacional e dessa forma esta a preparar um documento de ‘Estratégia Local de Habitação do Município de Vila de Rei’.

O Documento, já aprovado na reunião do Executivo Municipal, tem como objetivo uma futura candidatura ao Programa 1º Direito – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação.

“Com a definição da ‘Estratégia Local de Habitação’, o Município procura estar um passo à frente na resolução de problemas habitacionais no Concelho, com vista ao seu desenvolvimento social, de forma a conseguirmos ter um maior número de habitações prontas a receber mais pessoas e a fixar população.”

refere Ricardo Aires, Presidente da Autarquia Vilarregense

O autarca salienta ainda que “com o aumento do número de empresas e a criação de postos de trabalho no nosso Concelho, torna-se fulcral avançar com uma estratégia coordenada e estruturada para conseguirmos fornecer habitação digna aos nossos habitantes.”

Em nota enviada à comunicação social, a autarquia explica que o documento mostra “um retrato atual do estado habitacional do Concelho de Vila de Rei, que orienta as políticas públicas de habitação e a atuação das entidades públicas e privadas.”

A ‘Estratégia Local de Habitação de Vila de Rei’ realiza assim um diagnóstico atualizado das situações de carência habitacional, quantitativa e qualitativa, do mercado de habitação; análise dos pontos fortes, fracos e oportunidades do panorama habitacional do Concelho; grau de prioridade das soluções habitacionais a implementar; estimativa financeira e enquadramento de potenciais fontes de financiamento; desenho de um plano de ação em função dos objetivos e recursos disponíveis.

esclarece a Câmara Municipal

Feito o diagnóstico a autarquia afirma que as prioridades passam “pela reabilitação de fogos passíveis de recuperação por parte dos proprietários, pela aquisição e reabilitação de edifícios degradados, promovendo o mercado de arrendamento do Concelho, pela construção, por parte do Município, de habitações para futuro arrendamento e/ou venda, de assegurar a oferta de habitação a preços acessíveis, considerando os rendimentos médios e de mobilizar os proprietários de fogos vagos e devolutos para negociar a reabilitação e prática de rendas reduzidas.”

A ser implementada, a referida estratégia apresenta um custo total de 4.780.758,00€. Valor que incluí a reabilitação de edifícios e de aquisição com reabilitação. Valor este que o Município apresentará a respetiva candidatura ao Programa 1º Direito – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter