Vida em altura

Vida em altura
Rute Magalhães, Assistente social e instrutora FertilityCare

“As pessoas, geralmente, têm uma visão plana, pegada à terra, de duas dimensões. – Quando a tua vida for sobrenatural, obterás de Deus a terceira dimensão: a altura. E, com ela, o relevo, o peso e o volume”

Caminho, 279

Ter vida sobrenatural. É disto que se trata. Digamos pausadamente: ter…vida….sobrenatural….. só isto já seria um exercício! Talvez pior do que horas de ginásio! Parar e dizer: ter vida sobrenatural. Sabes? Ter vida! Em Jesus! Encontrar esse bom mestre no caminho de Emaús! Deixar que nos queime o Coração! Deixar que nos abrase e nos encha do seu amor! Sem complicações! Sem dramas! Sem amarras! Sem travões! Ter vida em Deus! É difícil para a nossa cabeça complicada e exigente! Para nós que gostamos de viver enredados nessa teia de problemas, mágoas, angústias, pecado, maledicência. Mas ter vida sobrenatural é isto! É pôr os olhos em Jesus, saber que sou a menina dos Seus olhos, que Ele me ama tal e qual como sou! A sério! Com tudo! Com todo o meu pecado, com todas as minhas feridas, mas também com tudo aquilo que já faço bem, com toda a minha vontade de ser boa filha de Deus!

Há uns tempos ouvi uma mãe de dez filhos dizer: “temos de nos lembrar muitas vezes que os nossos filhos não têm só um pai e uma mãe. Têm dois pais e duas mães! Porque têm os pais biológicos e os pais do Céu! Deus e Nossa Senhora!” E a Cristo, por Irmão e Mestre! E para mim que sou mãe de três, faz-me todo o sentido! Isto é descansar em Deus! Dar altura à minha vida, como dizia S. Josemaria neste ponto do Caminho! Mas, ao pensar bem nisto que esta mãe de dez dizia, também me é dado a entender que serve para todas as outras pessoas da minha vida! Os meus pais, o meu marido, os meus sogros, os padrinhos dos meus filhos, os meus amigos, aquela amiga confidente… todos eles! Têm Deus por Pai e Nossa Senhora por Mãe! E é na oração que os entrego! No cultivar dessa vida sobrenatural! É lá, no Coração de Jesus, no Altar da Eucaristia, no diálogo com o meu bom Deus, que os entrego a todos!

É difícil, eu sei… porque queremos controlar tudo! Mas esse relevo, peso e volume, só chega à nossa vida quando é verdadeiramente em Jesus que descansamos! Quando dizemos a Jesus: sabes aquela amiga a quem já não sei o que dizer? E aquela outra que se afastou de mim? Sabes aquele filho a quem já ralho por sistema? Sabes o meu pai e as suas manias? Cuida Tu de tudo, Jesus! Entrego-Te o coração de cada um deles! Faz com que os ame à Tua maneira!

Eu? Eu cumpro o dever de cada instante, faço tudo por amor. “Faz o que deves e está no que fazes” (Caminho 815). Um dia de cada vez, uma luta atrás da outra! Hoje não correu bem? Amanhã recomeço com Jesus! Só assim vou encontrar esse Deus que já está de braços abertos, ainda eu não cheguei à casa do Pai! É Ele quem resolve! Digo a mim mesma: é Ele quem resolve tudo. Confia!

Para si... Sugerimos também...

Subscreva a nossa newsletter