Sertã: Incendiário assume em tribunal autoria de 15 dos 16 crimes

Sertã: Incendiário assume em tribunal autoria de 15 dos 16 crimes

Foto: Correio da Manhã

O engenheiro informático, Nelson Afonso, natural do concelho da Sertã e detido desde julho de 2021, por suspeitas de autoria de diversos incêndios ocorridos desde 2017, foi hoje presente a tribunal para a primeira sessão do julgamento.

Segundo a Agência Lusa, o homem de 39 anos, “assumiu a autoria de 15 crimes exceto o incêndio registado em 22 de junho de 2017, sobre o qual afirmou “não se recordar”, embora tenha admitido conhecer o local onde aquele ocorreu”.

Nelson Afonso disse em tribunal que sofria daquilo que descreveu como “ansiedade de fumo” e também de dificuldades em dormir, entre outros sintomas. Apesar de consciente dos danos causados nunca procurou ajuda médica nem apoio dos familiares.

refere também o Jornal Reconquista

Dos 16 crimes de que está acusado um é agravado pelo facto de ter resultado dele um civil ferido, que esteve internado três meses em Lisboa com queimaduras graves e em coma durante duas semanas.

O Jornal Reconquista salienta ainda que “o arguido confessou arrependimento pelos crimes de que está acusado e emocionou-se ao lembrar o trauma causado pela morte do pai, na sequência de um acidente de trator onde também esteve envolvido, e que terá estado na origem dos problemas de ansiedade”.

“Estou arrependido pelos danos materiais e pessoais que fiz”

afirmou Nelson Afonso

O arguido adiantou que, na altura em que foi preso, sentia “inquietude, ansiedade, insónias e vontade de ver fumo”. O engenheiro eletrotécnico disse que estes sintomas melhoraram em novembro 2021, quando foi ao psiquiatra, já no Estabelecimento Prisional de Castelo Branco, onde estava detido a aguardar julgamento. O advogado de defesa solicitou uma perícia médica ao arguido.

O Tribunal, considerando o teor das declarações do engenheiro eletrotécnico e, uma vez que o mesmo tem acompanhamento psicológico e psiquiátrico e está a receber terapêutica, solicitou que até à próxima sessão de julgamento sejam entregues os elementos clínicos relativos ao arguido, desde que este está a receber assistência clínica no Estabelecimento Prisional de Castelo Branco.

O julgamento prossegue durante a tarde, sendo que a próxima sessão está já agendada para o dia 05 de maio, às 09:15.

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter