Região: Empresários diagnosticam necessidades de recrutamento e formação

Região: Empresários diagnosticam necessidades de recrutamento e formação

A Associação Empresarial da Beira Baixa (AEBB) e o Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) estão a fazer o diagnóstico das necessidades de recrutamento e da oferta formativa regional com as necessidades de especialização das empresas.

A parceria estabelecida entre a AEBB e o IPCB está já em curso com a realização do inquérito “Necessidades de Recrutamento e Aquisição de Competências Profissionais”, junto de empresas sediadas nos 11 concelhos da área de abrangência da associação empresarial: Castelo Branco, Covilhã, Fundão, Belmonte, Penamacor, Idanha-a-Nova, Vila Velha de Ródão, Oleiros, Proença-a-Nova, Vila de Rei e Sertã.

“Este diagnóstico de necessidades tem como objetivo recolher um conjunto de dados coerentes e fundamentados, cujo resultado da análise irá permitir alinhar a oferta formativa regional com as necessidades de especialização das empresas e de permanente atualização profissional dos recursos humanos, face aos desafios e novas exigências do mercado de trabalho”

referiu hoje a AEBB, em comunicado enviado à agência Lusa

Outro objetivo desta parceria é a recolha de dados sobre “as reais necessidades de recrutamento e competências futuras necessárias”, destinados a apoiar “a definição de políticas locais e regionais capazes de responder às necessidades de contratação das empresas”.

A AEBB realçou que a falta de mão-de-obra qualificada e/ou indiferenciada “é um problema (antigo) que afeta o normal funcionamento de muitas empresas da região” e que “exige medidas concretas para suprir este grave problema que cada vez mais põe em causa o seu próprio desenvolvimento”.

Adiantou ainda que esta problemática requer um olhar atento e ponderado, através de uma aposta objetiva na qualificação profissional do capital humano, com ações específicas que respondam às novas exigências e reais necessidades do mercado de trabalho interno e externo, promovendo a empregabilidade, produtividade, competitividade e o desenvolvimento económico e social.

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter