PSD: Álvaro Batista e Luís Santos são novamente candidatos à Comissão Política Distrital

PSD: Álvaro Batista e Luís Santos são novamente candidatos à Comissão Política Distrital

O atual presidente da Comissão Política Distrital do PSD de Castelo Branco, Luís Santos, e o advogado e ex-deputado social-democrata, Álvaro Batista, são novamente, dois anos depois, candidatos à presidência da Comissão Política Distrital do PSD de Castelo Branco.

Álvaro Batista, que apresentou a sua candidatura no passado dia 2 de Novembro, disse que os tempos exigem que se faça uma política diferente.

O PSD tem vindo a perder influência no distrito [Castelo Branco]. É preciso mudarmos a forma de fazer política e eu tenho uma ideia muito clara acerca daquilo que é necessário fazer para que o PSD passe a liderar o distrito e, nessa medida, defenda o interesse das pessoas, das populações e do território”

afirmou Álvaro Batista

O candidato quer que o PSD seja líder na reivindicação de “iguais oportunidades” para o distrito de Castelo Branco, na medida em que entende que “já passou o tempo de contemporizar, de mendigar”. “Merecendo a nossa equipa a confiança dos militantes, a Comissão Política Distrital tudo fará para exigir o que nos tem vindo a ser prometido, que, apesar de pouco, acabou por nunca ter sido cumprido”, disse.

O antigo deputado do PSD realçou que vai exigir, a quem venha a ser Governo, a eliminação das portagens na A23 para todos os residentes no distrito e para as empresas aqui sediadas, a construção do IC6 (Covilhã e Coimbra), a construção do IC31 e reivindicar respostas para os principais problemas ambientais do distrito, nomeadamente a mineração do lítio a céu aberto, a central nuclear de Almaraz (Espanha), além de assegurar o caudal ecológico no rio Tejo, entre outros. Álvaro Batista quer ainda ver “discutida e decidida” a construção da barragem do Alvito na sua cota máxima e vai exigir que os hospitais e centros de saúde distritais tenham vagas em número equivalente aos do litoral.

Por outra lado o atual presidente, Luís Santos, anunciou hoje, 9 de Novembro, a sua recandidatura e quer dar continuidade ao trabalho iniciado em 2019, considerando-o “essencial para o rejuvenescimento e crescimento” do partido.

“Este é o tempo de virar a página e olhar para a frente, renovando um compromisso iniciado em 2019, continuando um ciclo de estabilidade distrital, essencial para o rejuvenescimento e crescimento do nosso PSD”

afirma Luís Santos em comunicado

Luís Santos realça ainda o trabalho que desenvolveu ao longo dos últimos dois anos à frente da distrital social-democrata. “Estivemos contra o encerramento dos postos da GNR no nosso distrito, onde apoiamos, sem reservas, a manutenção da ESGIN [Escola Superior de Gestão de Idanha-a-Nova], onde contribuímos para a descida do preço das portagens na A23, onde defendemos uma reorganização administrativa que respeitasse a história do distrito de Castelo Branco”, sustenta.

O social-democrata refere ainda que o código genético “deste novo PSD” tem na sua essência, o reformismo democrático, a defesa do Estado e dos seus serviços, da transparência administrativa e do bem-estar social.

Recordar que o atual presidente da distrital é Luís Santos que em julho de 2019, venceu as eleições, numa disputa também com Álvaro Batista. As eleições estão marcadas para dia 4 de dezembro.

*Com Lusa

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter