Proença: o CCVF lança marca “És Capaz” no 1º aniversário do Bioaromas LIIS

Proença: o CCVF lança marca “És Capaz” no 1º aniversário do Bioaromas LIIS

O Projeto BioAromas LIIS (Laboratório de Integração e Inovação Social) é um projecto do Município de Proença que tem como parceiro social o Seminário dos Missionários do Preciosíssimo Sangue, e que está a ser concretizado pelo Centro de Ciência Vida da Floresta de Proença-a-Nova.

Este projecto completou um ano de vida no dia 1 de Outubro. Para assinalar este primeiro aniversário, foi lançada, com a marca “és capaz”, um conjunto de infusões de lúcia-lima, perpétuas-roxas, erva-cidreira e erva-príncipe. De salientar que as plantas foram semeadas, colhidas e embaladas por este grupo de pessoas especiais, ajudadas pelos seus monitores:

Também alguns dos desenhos dos sacos de embalamento são da autoria dos protagonistas deste grupo.

Estes produtos estão à venda no CCVF, no Proença Origem, além dos locais habituais…

Na cerimónia comemorativa, o vice-presidente da Câmara de Proença-a-Nova, João Manso felicitou todos os intervenientes no projeto: em primeiro lugar os intervenientes no projeto e os seus monitores pelo excelente trabalho; o banco BPI, na pessoa da gerente Helena Mendonça, pelo apoio financeiro dado para o projeto; ao Seminário pela colaboração que tem dado na concretização do mesmo. Em relação ao nome da marca, João Manso afirmou que “como a marca “Bioaromas” já não estava disponível, decidiu-se, por sugestão dos participantes no projeto, “és capaz””. O Bioaromas LIIS, como projeto, deverá continuar este trabalho e tem boas perspectivas de crescer.

O representante do Seminário, disse:

o Bioaromas LIIS tem sido importante para o Seminário porque deu uma vida nova à nossa casa com a presença deste grupo fantástico e bem organizado. É um grande projeto de integração social porque vemos os seus participantes contentes por estarem nele e também as suas famílias vêem a felicidade dos filhos em poderem vir para o Seminário e para CCVF para aprender, trabalhar e conviver com outras pessoas. É um projeto que valoriza muito estas pessoas, fá-las sentir válidas, com capacidade para produzir e apresentar um produto diferenciado no mercado…

P. Virgílio Martins

A última intervenção ficou a cargo da diretora do CCVF, Edite Fernandes, que apresentou as infusões e o caminho que foi percorrido com estas pessoas especiais para chegar a este produto final. A partir desse momento as infusões passariam a estar disponíveis para serem comercializadas.

Edite Fernandes, P. Virgílio Martins, João Manso

Por fim, houve uma interação entre as pessoas representantes do banco BPI com os participantes no projecto na recolha de plantas e no embalamento das mesmas. Este aniversário terminou com uma degustação de bolos feitos com ervas aromáticas acompanhados por bebidas aromatizadas.

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter