Proença-a-Nova: Serra das Corgas tem sistema de deteção de incêndios

Proença-a-Nova: Serra das Corgas tem sistema de deteção de incêndios

A Serra das Corgas dispõe de um novo equipamento para videovigilância e deteção precoce de incêndios florestais que foi instalado no âmbito de uma parceria entre o Município de Proença-a-Nova, a empresa FutureCompta e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Proença-a-Nova.

A informação é avançada pela Câmara de Proença onde explica que o sistema “inclui três câmaras (imagem ótica, imagem térmica e videovigilância) e permite a deteção automática de incêndios e um conjunto de outras funcionalidades que podem ser determinantes no momento do combate ou do rescaldo das ocorrências”.

“Não é apenas videovigilância, é também um apoio à decisão, recorrendo a inteligência artificial e de machine learning

sintetizou João Matos, da FutureCompta

Atualmente, são várias as empresas que recorrem a esta tecnologia, principalmente na área industrial, para uma monitorização em tempo real que permite a deteção de incêndios e posterior acompanhamento da progressão do mesmo.

No caso dos incêndios florestais, o sistema ainda está a ser aperfeiçoado, mas neste momento já realiza a monitorização, com a criação e envio de alertas às entidades envolvidas, e calcula a melhor rota para chegar ao local da ocorrência, permitindo visualizar em tempo real o que se está a passar; com o módulo de simulação da progressão do incêndio, será possível antecipar medidas de combate mais eficazes ao mesmo.

refere a autarquia na nota enviada

Numa fase posterior ao incêndio, recorrendo-se às imagens recolhidas, há todo o conjunto de informação disponível para incluir em relatórios. Mapas de risco de incêndio, de temperatura e de velocidade de vento – a um dia, dois dias, cinco dias, dez dias – são outras das funcionalidades permitidas.

Atualmente, está apenas disponível o da Serra das Corgas, instalado numa torre com 30 metros de altura, possibilitando uma vista ampla sobre o concelho e concelhos vizinhos.

A construção da torre foi da responsabilidade do Município enquanto que as câmaras e todo o sistema Bee2FireDetection foi disponibilizado pela FutureCompta.

Nas próximas semanas, técnicos do Município e dos Bombeiros Voluntários receberão formação específica para trabalhar com esta ferramenta.

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter