Proença-a-Nova: Campo Arqueológico retomou trabalhos

 Proença-a-Nova: Campo Arqueológico retomou trabalhos

Os investigadores do 10º Campo Arqueológico de Proença-a-Nova já se encontram no terreno retomando os trabalhos de investigação no concelho.

Promovido pelo Município de Proença-a-Nova em parceria com a Associação de Estudo do Alto Tejo, a campanha deste ano, na qual participam 18 estudantes e 10 arqueólogos, está decorrer em três sítios arqueológicos: Campo 1: Bateria das Batarias (séculos XVIII e XIX) – 05-17 de julho; Campo 2: Capela Velha do Peral (séculos XV a XVII) – 12-24 de julho; Campo 3: Anta da Moita da Galinha – 19-31 de julho.

salienta a autarquia

Para além dos campos arqueológicos, estão previstas outras atividades como conferências, debates e visitas de estudo.

Com o tema “Cerâmica Moderna e Contemporânea. Estética, formas e funcionalidades”, esta conferência terá lugar no dia 15 de julho, às 18h, na Casa das Associações e tem entrada livre. A 24 de julho decorre a atividade “Ser arqueólogo por um dia” aberta a todos os interessados em participar nas escavações e conhecer de perto o trabalho dos arqueólogos. Esta iniciativa gratuita tem inscrições limitadas a 5 pessoas por campo – Capela Velha do Peral e Anta da Moita da Galinha – através do telefone 939 127 478. No mesmo dia, às 18h00, no Parque Urbano será apresentado o livro “Proença-a-Nova. Arqueologia e Património”, com entrada livre.

O Campo Arqueológico de Proença-a-Nova (CAPN) é um modelo misto de campo de trabalho, investigação e aprendizagem para alunos, preferencialmente dos ramos da arqueologia, da história e das arqueociências, que teve início em 2012 como Campo Arqueológico de Proença-a-Nova e que a partir de 2013 tomou um cariz internacional.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter