Oleiros: Exposição do linho encerrou “com chave de ouro”

Oleiros: Exposição do linho encerrou “com chave de ouro”

O encerramento da Exposição “Tecer Tradições: do linho, à renda e ao bordado” que contou com a atuação do Grupo de Danças e Cantares Etnográficos do GAIO encerrou, segundo a autarquia de Oleiros “com chave de ouro”. A exposição esteve patente ao público, de 13 de março a 30 de abril, na Galeria Municipal de Oleiros.

Aproveitando o palco do Multiusos, situado nas imediações, o grupo brindou os presentes com uma brilhante recriação do ciclo do linho, fruto de uma importante recolha que tem vindo a documentar.

explica a autarquia

A autarquia adianta ainda que a mostra “visitada por centenas de pessoas” contou com momentos “bastante interativos” como o Ateliê das Tradições, no âmbito das Férias Desportivas Páscoa 2022 ou de tecelagem ao vivo, aos domingos, por parte da tecedeira Maria Carmina Alves, do Tear da Terra (Vale do Souto – Oleiros).

A iniciativa pretendeu divulgar as tradições ancestrais de Oleiros associadas à cultura do linho, passando pela tecelagem mecânica (no tear) ou manual (pelo Macramé), não esquecendo os lavores de sempre, como a renda e o bordado, com destaque para o Bordado de Castelo Branco.

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter