Ecologia Matrimonial

Ecologia Matrimonial

NÃO DEITE FORA – CONSERTE, APROVEITE, DESFRUTE DO QUE TEM E SEJA MUITO FELIZ!

Uma equipa norte-americana de psicólogos e especialistas no aconselhamento de casais em conflito elaborou um documento a que chamaram os “ 10 mandamentos”. Um conjunto de sugestões preventivas cujo objectivo será evitar aquelas muito batidas e vulgares peripécias conjugais, as mesmas de sempre, em todos os cantos do mundo matrimonial.

1º Os conjuges nunca se devem irritar ao mesmo tempo, para evitar uma explosão…

2º Nunca gritem um com o outro, a menos que a casa esteja em chamas…Se os argumentos são bons não são necessários mais decibéis…e gritar muito implica ser menos ouvido…

3º Deixar o outro a ganhar a discussão é uma brilhante e inteligente prova de amor, para além de ser mais económica do que ir a correr comprar um ramo de flores ou um outro mimo consumista…

4º Se tiver mesmo de fazer uma critica negativa procure que seja recebida com a intenção de melhorar e não de destruir ou inferiorizar…

5º Nunca recorde as falhas cometidas no passado, a pessoa é sempre maior e melhor do que os seus erros e não é uma atitude positiva nem elegante caracterizar alguém  pelos seus defeitos…

6º Se não devemos ser desagradáveis com as outras pessoas, menos o devemos ser com  o nosso cônjuge. Na vida a dois tudo pode e deve ser importante e as pequenas coisas revelam o que há de melhor ou de pior…

7º Nunca se devem ir deitar sem terem chegado a um acordo, como se fossem dois inimigos…Para além de prejudicar o descanso, fazer olheiras e mal à saúde, no dia seguinte o problema agigantou-se e tomou proporções mais difíceis de contorno…

8º Pelo menos uma vez ao dia tenham a ousadia de dizer uma palavra de agrado, sem reservas nem rodeios, alto e bom som, para não passar despercebida ou cair em terreno esquecido…

9º Se cometeu um erro peça desculpa,o que não é uma atitude de humilhação mas, simplesmente, de educação e honestidade…

10º Não esqueça que: “ quando um não quer, não há briga a dois”…como diz a sabedoria popular: “ dois bicudos não se beijam”. ( Texto adaptado). Eu sei que entre marido e mulher não se deve meter a colher, porém levando as coisas com humor, recorrer sempre ao poder da conciliação, do conserto e da união, poderá ser, em muitos casos, uma forma de  preservar e não deitar fora um grande amor…

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter