É Natal

É Natal
Padre Luís Manuel Bairrada

Por esta época natalícia dou conta dos exageros de consumismo. Afinal há crise energética com tantas luzes?!… Com facilidade se pode cair, nesta altura, em moralismos, criticando o ambiente de Natal sem Deus Menino. Nós cristãos, que acreditamos em Deus que se faz Menino, podemos contribuir mais para a alegria e para a esperança que vêm com o nascimento de Jesus Salvador.

Da nossa janela vemos o mundo e rapidamente percebemos que não é perfeito. Vemos tanta miséria, corrupção, violência, injustiças… tantas coisas que nos revoltam. Mas também vemos tanta beleza natural encantadora, muitos horizontes de luz e cores.

Nesta época de Natal, o melhor que podemos fazer é aproveitar a nossa vida, agradece-la e deixar que o Menino Deus também nasça no nosso coração. Haja presépio na tua vida.

Ao contemplar o presépio, acredito na simplicidade do Nascimento de Jesus Cristo, que mudou a História da Humanidade. “Eu vim para que tenham Vida e a tenham em abundancia”. No Natal celebramos a Vida, sobretudo, a Vida de Deus em nós. Mas também recebemos a missão de dar vida. Quem a tem em abundancia, decerto que não a guardará para si. Por isso, pensam-se os presentes a oferecer, sobretudo as pessoas a quem queremos presentear algo, pois elas são importantes para nós. Para além da simpatia ou da tradição, damos presentes porque trazemos essas pessoas no coração e oferecemos um presente num gesto de carinho, escrevemos umas palavras desejando “Boas Festas” ou, simplesmente, damos um abraço. Não esquecendo que o melhor presente é fazer-se presente.

É através deste meio, que também nos fazemos presente.

Feliz Natal.

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter