Diocese: Cáritas ajudou mais de 19 mil pessoas em 2020

Diocese: Cáritas ajudou mais de 19 mil pessoas em 2020

Ao longo do ano de 2020 a Cáritas Diocesana de Portalegre-Castelo Branco atendeu cerca de 19.903 pessoas. Os números são avançados por Elicídio Bilé, presidente da Cáritas Diocesana, em nota enviada à comunicação social.

“Durante o ano de 2020, a Cáritas, na nossa diocese, acolheu, acompanhou e encaminhou muitas situações de pobreza e minorou o sofrimento de muitas famílias”

refere

Na mesma nota a Cáritas salienta que ao todo foram entregues “126.395 Kg de alimentos sólidos; 2.306 litros de alimentos líquidos; 7725 refeições; 245 embalagens de medicamentos; 16.582 unidades de vestuário/calçado; 2.144 unidades de produtos de higiene pessoal; 193 unidades de produtos de limpeza doméstica; 3.461 unidades de material escolar; 1180 unidades de Utensílios de cozinha; 201 unidades de mobiliário e 725 unidades eletrodomésticos.” Elicídio Bilé informa ainda que foram gastos 134.554,50€ no pagamento de despesas de emergência.

“Estes valores são inferiores aos efetivamente realizados e correspondem, exclusivamente, aos que conseguimos apurar provenientes dos atendimentos sociais e dos bens doados pela Cáritas Diocesana e por seis paróquias que nos comunicam os dados com regularidade”

refere o presidente da estrutura diocesana.

Para 2021, Elicídio Bilé, presidente da Cáritas Diocesana afirma que os desafios “são enormes, por isso, urge participar e contribuir com todas as forças e meios de que somos capazes para aliviar os efeitos desta crise que está instalada.”

Nesse sentido o responsável renova o convite “de colaboração com a Cáritas, na resposta às vulnerabilidades em que caíram muitas famílias, pois todos estamos juntos neste combate. É necessário promover o respeito e a dignidade e devolver a esperança.”

Este ano dada a situação sanitária que vivemos, não é possível a Cáritas realizar o peditório de Rua “e por isso, todos podemos colaborar nesta causa, seja pela ação concreta de voluntariado nos diversos grupos paroquiais de ação social, disponibilizando tempo e saberes, seja pela dádiva generosa para ajudar aqueles que são as maiores vítimas das diversas formas de pobreza que se agudizaram nos últimos tempos”, finaliza.

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter