Covid-19: Taxa de Incidência com aumento baste significativo em Proença

Covid-19: Taxa de Incidência com aumento baste significativo em Proença

O concelho de Proença-a-Nova regista um aumento bastante significativo na sua taxa de incidência. Aumento este, já esperado, e que se justifica com o atual surto de covid-19 na Santa Casa da Misericórdia de Proença-a-Nova.

Desta forma o concelho de Proença regista a Taxa de Incidência mais alta do distrito com 1574 casos por 100 mil habitantes.

Castelo Branco regista a segunda maior taxa já a Sertã, até então o concelho com maior taxa, é agora o terceiro concelho com a taxa mais elevada. Esta semana há ainda a registar o facto do concelho de Vila de Rei regressar à taxa dos 0 casos por 100 mil habitantes.

Os dados foram ontem divulgados pela DGS no respetivo relatório semanal.

A respetiva taxa de incidência por 100 mil habitantes nos 11 concelhos do distrito de Castelo Branco é a seguinte:

  • Proença-a-Nova (1574 casos por 100 mil habitantes)
  • Castelo Branco (213 casos por 100 mil habitantes)
  • Sertã (151 casos por 100 mil habitantes)
  • Belmonte (110casos por 100 mil habitantes)
  • Fundão (106 casos por 100 mil habitantes)
  • Penamacor (64 casos por 100 mil habitantes)
  • Covilhã (60 casos por 100 mil habitantes)
  • Oleiros (40 casos por 100 mil habitantes)
  • Idanha-a-Nova (38 casos por 100 mil habitantes)
  • Vila Velha de Ródão (32 casos por 100 mil habitantes)
  • Vila de Rei (0 casos por 100 mil habitantes)

De salientar que os dados reportam a um período de incidência cumulativa a 14 dias entre 22 de julho e 4 de Agosto.

Portugal tem hoje uma incidência de 362,7 novos casos de infeção com SARS-CoV-2 por 100.000 habitantes e um índice de transmissibilidade (Rt) de 0,92, segundo o boletim conjunto da Direção-Geral da Saúde (DGS) e do INSA, divulgado hoje.

De acordo com os dados oficiais, quando analisado apenas o território de Portugal Continental a incidência situa-se nos 369,2 casos por 100.000 habitantes e o Rt em 0,92.

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter