Autárquicas 2021: Ema Gomes é a candidata da CDU à Câmara Municipal da Sertã

Autárquicas 2021: Ema Gomes é a candidata da CDU à Câmara Municipal da Sertã

Ema Gomes é a candidata da CDU à Câmara Municipal da Sertã. A candidata responde hoje às questões do Jornal de Proença.

Jornal de Proença (JP): Para quem não a conhece quem é a Ema Gomes?

Ema Gomes (EG): A candidata Ema Pereira Gomes tem 29 anos, nasceu em Lisboa, mas cresceu em Palhais, freguesia do Concelho da Sertã. Frequentou a já encerrada Escola Primária da Abegoaria na Sertã, tendo frequentados outras escolas deste concelho até ao 12ºano. Tem frequência na licenciatura em Engenharia de Proteção Civil pela Escola Superior Agrária de Castelo Branco, onde foi também Coordenadora do Núcleo de Proteção Civil. É desde 2009 Bombeira Voluntária na AHBV de Cernache do Bonjardim. É membro do Conselho Nacional do Partido Ecologista “Os Verdes” e da Direção da Ecolojovem – Os Verdes. Tem sido uma voz ativa dos problemas do Concelho da Sertã levando até à Assembleia da República as questões através de perguntas ao Governo ou Projetos. É ativista em causas ambientais e de associativismo.

JP: Em linhas gerais, quais são os principais pilares do seu programa eleitoral?

EG: Garantia de todos os direitos às populações! Isto é o elementar e a nossa linha orientadora. A questão da saúde tem que ser um assunto a ser resolvido urgentemente, não podemos permitir que as pessoas vejam vedado o acesso aos cuidados de saúde. A mobilidade tem que ser melhorada em muito, não só em termos de transportes públicos, mas também em termos de barreiras arquitetónicas que continuam a dificultar a circulação a cidadãos com mobilidade condicionada.

O apoio à economia local, tendo como base a premissa “produzir local, consumir local”, sendo que também é vital que os mercados municipais tenham dinâmica e condições (que não é o caso do Mercado de Cernache do Bonjardim). Em termos de educação, é importante que os alunos de Cernache do Bonjardim tenham resposta escolar e que seja encontrada uma solução para a frágil situação do IVS.

Em termos de Ambiente, há a situação da ETAR de Pedrógão Pequeno e da Sertã, os nossos cursos de água têm de deixar de parecer uma lixeira, por forma a que se consiga aproveitá-los e beneficiar as localidades com Praias Fluviais e assim promover o turismo, também numa forma de apoio à economia local. A floresta também faz parte das nossas linhas eleitorais, é urgente que esta deixe de ser um problema no verão, é preciso estimular as atividades florestais e também dar cumprimento ao ordenamento e limpeza da floresta.

As Associações locais também precisam de dinâmica e isso vem com uma melhoria no apoio dos órgãos autárquicos, fomentando o associativismo principalmente jovem.

O nosso programa eleitoral não é um programa fechado, será sempre adaptado àquilo que são as necessidades das populações, mas em primeiro lugar estarão sempre os direitos fundamentais como o direito à saúde, à educação, à habitação, ao trabalho, ao ambiente e à qualidade de vida, à cultura, à participação política, entre tantos outros que no Concelho da Sertã ainda não são respeitados, alguns dos quais nem sequer são permitidos a todos os cidadãos!

JP: Quais são os principais desafios que o concelho da Sertã irá enfrentar nos próximos anos?

EM: O despovoamento é o maior problema que o Concelho da Sertã terá, bem como outros concelhos do Interior. Associado ao despovoamento teremos outros problemas económicos, sociais e ambientais. É por isso muito importante dar às pessoas melhores condições que aquelas que existem no litoral. O concelho da Sertã é privilegiado pela sua localização, pelas condições territoriais que apresenta e que não têm sido aproveitadas pelos órgãos locais. A CDU tem-se debatido pela requalificação da Estrada Nacional 238, pela importância que ela representa essencialmente para a Vila de Cernache do Bonjardim e restante concelho e região. As acessibilidades são um fator determinante aquando da escolha de um local, seja para viver ou para investir.

A atracão de pessoas acaba por ser facilitada quando se apresenta um concelho que tenha em primeiro lugar as pessoas e respeite os seus direitos e que seja capaz de dar respostas às questões sociais e económicas. 

No que respeita à floresta, esta será também um problema para o Concelho, aliás, já vem sendo ao longo dos anos no que respeita aos incêndios florestais. O desordenamento florestal e a monocultura do eucalipto, seja em áreas agrícolas ou de floresta tem transformado as paisagens e irá causar impacto a longo prazo sobre a biodiversidade (que terá tendência a diminuir), sobre o solo (que irá ficar mais seco e com menos vegetação e consequentemente sofrerá maior erosão), a nível dos lençóis frenéticos, a nível do clima e até mesmo alteração nas atividades florestais (como a recolha de resina que não é possível com o eucalipto).

JP: O que o distingue dos demais candidatos?

As freguesias, as vilas e os cidadãos do concelho da Sertã necessitam de uma voz que os leve a um novo rumo em que os seus direitos sejam respeitados e sejam sempre ouvidos em cada tomada de posição dos órgãos autárquicos. Os nossos candidatos não exercem funções nem têm cargos em nenhuma empresa ligada aos órgãos autárquicos e por isso agem sempre em conformidade com a lei e garantido total imparcialidade e equidade na tomada de decisões.

A CDU é um projeto com provas dadas por mulheres e homens com responsabilidade e capacidade de estarem ao lado das populações em todas as situações. É por isso que a CDU se caracteriza pela transparência em todas as suas ações, pela honestidade dos seus eleitos e pelo trabalho que desenvolve em conformidade com o que os cidadãos necessitam.

JP: Que mensagem quer deixar à população do concelho?

EG: A solução para os problemas do Concelho da Sertã reside na ruptura com a política praticada pelos partidos que têm gerido os órgãos autárquicos ao longo das últimas décadas que têm ido de encontro aos grandes interesses, favorecendo apenas alguns grupos económicos.

O apoio e o voto na CDU (PCP-PEV) nas próximas eleições autárquicas de 26 de Setembro são a oportunidade de nos unirmos enquanto comunidade que é o concelho da Sertã para resolvermos os problemas reais do nosso concelho.

O Concelho da Sertã precisa de novas pessoas e de outras escolhas políticas.

Dia 26 de Setembro vote na voz necessária no concelho da Sertã.

Dia 26 de Setembro vote na CDU!

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter