Autárquicas 2021: Carlos Gonçalves quer “estratégia de desenvolvimento”

Autárquicas 2021: Carlos Gonçalves quer “estratégia de desenvolvimento”

Carlos Gonçalves é o candidato da coligação PSD/CDS à Câmara Municipal de Proença-a-Nova. O candidato responde hoje às questões do Jornal de Proença.

Jornal de Proença (JP): Acredita que a experiência de 12 anos como presidente da Junta de Freguesia dos Montes da Senhora pode ser uma vantagem nestas eleições?

Carlos Gonçalves (CG): Claro que sim. Uma experiência de 20 anos ligado ao poder local é uma mais valia importante para qualquer candidato. Para além de saber o que é o verdadeiro serviço de proximidade, essa ligação fez-me também ganhar experiência e ligações a nível nacional sendo que, nos dois últimos mandatos fiz parte das estruturas da ANAFRE Distrital e Nacional, sendo que sou Presidente da Mesa da Assembleia Distrital de Castelo Branco e Conselheiro Nacional.

JP: Em linhas gerais, quais são os principais pilares do seu programa eleitoral?

CG: A leitura do nosso programa eleitoral demonstra que a estratégia de desenvolvimento que queremos implementar está focada em seis eixos estruturantes que confluem num sétimo. As medidas estão distribuídas, em termos gerais pelas áreas de Educação e Cultura, Saúde e Ação Social, Agricultura e Floresta, Coesão Territorial, Indústria e Comércio, e, por fim, Turismo e Ambiente, sendo que devem todos ser orientados pelos focos Transparência e Gestão Consciente.

JP: Quais são os principais desafios que o concelho de Proença irá enfrentar nos próximos anos?

CG: O maior desafio é, sem dúvida, atrair população e evitar que os residentes saiam. Um concelho vale por quem o constitui: temos condições naturais para podermos ter gente de valor.

Temos de criar condições para que se possa criar emprego e fixar, em termos habitacionais, quem cá trabalha. A iniciativa privada deve ser valorizada: a criação de emprego público, nomeadamente municipal, em excesso pode ser um risco até para a própria liberdade de pensamento com riscos para a democracia de um concelho.

JP: O que o distingue dos demais candidatos?

CG: Todos nós somos diferentes, mas, no meu caso, o meu historial fala por si: a minha carreira de 20 anos ligado à vida autárquica, à gestão de associações sociais, a minha participação em atividades culturais, o conhecimento que tenho da própria vida regional e nacional da ANAFRE, a minha profissão na área da educação, o gosto e amor que sempre coloquei na relação e apoio a quem, quotidianamente, me solicita, …, serão, certamente, motivos mais que suficientes para, neste momento, considerar que farei um bom trabalho enquanto Presidente da Câmara se os eleitores assim o desejarem.

JP: Que mensagem quer deixar à população do concelho?
CG: Juntos, vamos construir um concelho onde tenhamos orgulho em nascer, crescer e ser felizes. Um concelho onde desejemos permanecer para estudar, trabalhar e envelhecer com qualidade.

Vamos tentar transformar Proença-a-Nova numa terra onde muitos mais desejem estar e ser tratados com respeito e paridade, onde queiram concretizar as suas vontades e sonhos.

Este caminho só fará sentido se merecermos a vossa confiança. A minha equipa deseja que todos façam parte da mudança que Proença-a-Nova precisa.

Dia 26 de Setembro desejamos que muitos votem Proença com Futuro, que muitos votem PPD/PSD-CDS.PP!

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter