Proença celebra, de forma intimista e virtual, Nossa Senhora das Candeias

 Proença celebra, de forma intimista e virtual, Nossa Senhora das Candeias

No dia 2 de Fevereiro, Proença-a-Nova celebrou, de forma intimista e virtual, a festa de Nossa Senhora das Candeias.

Ao longo do ano civil e litúrgico há várias festas que invocam Maria, Mãe de Jesus, sob várias denominações. No dia 2 de Fevereiro, Maria é invocada como Nossa Senhora da Luz, Nossa Senhora das Candeias, Nossa Senhora da Candelária, Nossa Senhora da Purificação.

A festa tem origem na Bíblia, no Evangelho segundo São Lucas (2,21-40), no qual Maria e José vão ao Templo para circuncidar Jesus, dar-lhe oficialmente nome e oferecer os animais prescritos na Lei de Moisés para sua purificação(Ex. 13, 11-13). Aí encontram Simeão que profetiza acerca do Menino Jesus e de Maria, assim como a profetiza Ana.

Este texto bíblico sugere-nos a imagem da Nossa Senhora que apresenta no templo aquele que se tornaria a LUZ DAS NAÇÕES, Jesus, e por isso, Nossa Senhora das Candeias ou da LUZ. Por outro lado, cumprindo o rito de purificação segundo a lei, justifica o título de Nossa Senhora da Purificação.

Toda a oferta implica uma renúncia. Por isso, a Apresentação do Senhor não é um mistério gozoso, mas doloroso. Começa, nesse dia, o mistério de sofrimento, que atingirá o seu ponto culminante no Calvário, quando Jesus, que não foi «poupado» pelo Pai, oferecer o Seu Sangue como sinal da nova e definitiva Aliança. Ao oferecer Jesus, Maria oferece-Se também com Ele. Durante toda a vida de Jesus, estará sempre ao lado do Filho, dando a Sua colaboração para a obra da Redenção.
O gesto de Maria, que «oferece», traduz-se em gesto litúrgico, quando ao celebrarmos a Eucaristia, oferecemos «os frutos da terra e do trabalho do homem», símbolo da nossa vida.
Antes da Missa, está prevista no Missal a procissão das velas, acesas em honra de Cristo que vem como luz das nações, e ao encontro de quem a Igreja caminha guiada já por essa mesma luz.

Secretariado Nacional da Liturgia

Segundo Calendarr esta festa já era celebrada em Portugal no século X com procissões de velas, mas no século XV, «com a descoberta uma imagem da Mãe de Deus entre uma estranha luz, no sítio de Carnide, em Lisboa,» e onde se fundou um convento, esta veneração ganhou uma enorme força na comunidades cristãs em Portugal. Com a expansão marítima, a celebração foi-se espalhando nomeadamente pelo Brasil. Em Guiné Bissau, a padroeira da Diocese de Bissau é Nossa Senhora da Candelária.

Em 2021, Proença-a-Nova celebra a festa de Nossa Senhora das Candeia nas redes sociais com várias publicações como é exemplo o Município e de pessoas particulares. A nível religioso, houve a celebração da luz integrada no Dia do Consagrado. Os párocos de Proença, Peral e São Pedro acenderam uma luz que se consumiu totalmente diante do Santíssimo Sacramento, lembrando todos aqueles que, vítimas da pandemia, não puderam viver esta tradição cristã e também social com a vinda à feira.

Há um ditado popular associado a este dia.

“se a Nossa Senhora das Candeias estiver a rir, está o Inverno para vir, se estiver a chorar, está o Inverno a passar”

ditado popular

Assim, segundo este dito popular vamos começar a ter bom tempo.

Acima de tudo gostaríamos e pedimos a Nossa Senhora das Candeias que nos liberte deste Inverno pandémico e nos traga o sol da saúde física e espiritual.

Subscreva a nossa newsletter