Proença-a-Nova: Alunos visitaram exposição de trabalhos premiados

Proença-a-Nova: Alunos visitaram exposição de trabalhos premiados

Patente até ao próximo dia 31 de Outubro, o Posto de Turismo de Proença-a-Nova, está a expor os trabalhos realizados, e premiados, pelos alunos do Agrupamento de Escolas de Proença-a-Nova, no âmbito do concurso de Ideias “Não vás ao Engano! Lixo não é no cano!”.

O concurso que decorreu entre 19 de Abril e 20 de Maio, foi um projeto-piloto, promovido pela EPAL – Águas do Vale do Tejo junto da comunidade escolar de 4 municípios (Borba, Fornos de Algodres, Portalegre e Proença-a-Nova).

Esta manhã, 14 de Outubro, os alunos e professores participantes, visitaram a exposição dos trabalhos realizados. Além da presença de João Paulo Cunha, Diretor do Agrupamento de Escolas, a visita contou também com a presença de Marcos Sá, Diretor de Comunicação e Educação Ambiental da EPAL, e de João Lobo, Presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova.

Em declarações ao Jornal de Proença, Marcos Sá, mostrou-se satisfeito pelos trabalhos apresentados e pelo envolvimento dos alunos proencenses. O responsável informou ainda que esta é uma iniciativa para continuar.

“Eu acho que são trabalhos muito criativos. Queria realçar aqui o empenho que houve das escolas de Proença-a-Nova neste concurso. Começámos com quatro municípios e agora vamos alargá-lo a todos os municípios do distrito de Castelo Branco, Portalegre, Évora e Guarda. A nossa perspetiva é que todos venham a ser no futuro um exemplo como foi aqui o concelho de Proença-a-Nova. Proença teve aqui um envolvimento da comunidade escolar efetivamente exemplar e por isso fizemos questão de vir cá hoje, de impulsionar esta exposição para depois também envolverem as famílias. É nesta interação que todos aprendem e todos podem ter um compromisso com o ambiente.”

afirmou o Diretor de Comunicação e Educação Ambiental da EPAL

Apesar de ser um concurso com a “perspetiva de educarmos as crianças para a questão da sustentabilidade”, Marcos Sá assume que esta é uma questão que “todos temos de estar atualizados e conscientes para podermos atuar. Eu acho que nós temos a obrigação, enquanto responsáveis, de deixar o ambiente para as futuras gerações melhor que aquele que recebemos. Se todos tivermos essa perspetiva acho que conseguimos fazer um bom trabalho”.

Por sua vez João Lobo, Presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova, não tem dúvidas que “quando queremos mudar a condição da nossa forma de estar enquanto sociedade, essa mudança traduz-se na população educativa e dos mais novos.”

“É através deste projeto, que aquilo que é um problema e que tem vindo a intensificar-se durante os anos, tem de facto a assertividade de transformar a atitude daquilo que é a condição de estarmos despertos para a necessidade de fazermos as coisas como elas devem de ser feitas”.

afirmou o autarca

João Lobo deixou ainda o convite para que todos os “pais e familiares das crianças que fizeram estes trabalhos venham até ao Posto de Turismo com os filhos ver o trabalhos realizados e isso traduzirá também na mudança de atitude relativamente aquilo que é o objetivo principal neste programa”.

Recordar que no total o concurso recebeu a submissão de 38 trabalhos provenientes do ensino pré-escolar, 1º ciclo, 2º ciclo, 3º ciclo e Ensino Secundário. No final os alunos proencenses receberam 4 primeiros prémios e 7 menções honrosas.

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter