Oleiros: Isna recebe próxima Visita Guiada e Encenada

Oleiros: Isna recebe próxima Visita Guiada e Encenada

A próxima Visita Guiada e Encenada promovida pelo Município de Oleiros está agendada para o dia 30 de outubro, na histórica aldeia de Isna.

As experiências oferecidas neste roteiro destacam as memórias locais, através de figuras ilustres, do património edificado, das tradições ou do saber-fazer dos populares, enquanto vetores de diferenciação do território.

O início deste itinerário guiado está previsto para as 9:00h, à entrada da aldeia e contará com várias experiências e encenações a cargo da companhia de Teatro Váatão. Os interessados em participar deverão inscrever-se até ao dia 25 de outubro, na Casa da Cultura de Oleiros, presencialmente ou pelo telefone (272 680 230), de segunda a sexta-feira, até às 17h30.

refere a autarquia de Oleiros em nota enviada

A ação insere-se no projeto Beira Baixa Cultural 2.0, cofinanciado no âmbito do Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional da União Europeia.

Até ao final do ano, estão agendadas 3 visitas guiadas e encenadas (6 de novembro – Madeirã; 27 de novembro – Orvalho e 11 de dezembro – Oleiros).

A autarquia pretende assim “animar e valorizar o território, oferecendo experiências únicas, quer para as gentes locais, quer para visitantes”.

Para si... Sugerimos também...

1 Comentário

  • Se me permitem, lanço o desafio ao jornal em dois pontos:
    1- O que vão as camaras fazer para melhorar a floresta, considerando-a a grande oportunidade de desenvolvimento e fixaçao de pessoas?
    2 – Perguntar às camaras porque não de organizam em conjunto, para apresentarem um projeto unico de desenvolvimento e gestão florestal, para toda a rea dos municipios, que deverá contar tb com as universidades e politecnicos, empresas do setor, proprietarios, etc…?. Podendo tb convidar outras camaras, p.ex. Maçao, Pampilhosa da Serra, etc…

    Entendo que os jornalistas tb devem questionar os principais responsáveis locais sobre os temas principais que os afetam ( n aceitem que digam que a competencia não é deles, porque eles são os verdadeiros representantes das pessoas…e como tal podem e devem ser os promotores do desenvolvimento local e regional).
    Agradeço
    Cumprimentos

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter