Oleiros: Concelho vai marcar presença na Feira Internacional de Artesanato

Oleiros: Concelho vai marcar presença na Feira Internacional de Artesanato

O Município de Oleiros é o convidado da 34 ª Feira Internacional de Artesanato (FIA) que se realiza de 25 de junho a 3 de julho no pavilhão da FIL, em Lisboa.

“O Município de Oleiros é famoso pelo seu artesanato, destacando-se os bancos de cortiça, os chamados “tropeços” ou o linho, ainda trabalhado em algumas freguesias do concelho, passando pelas rodilhas e bolsas de trapos, ou pela pintura em cerâmica e filigrana em arame”

destaca a organização da mostra de artesanato

A FIA Lisboa, considerada a maior festa intercultural na Península Ibérica, é uma plataforma de excelência para a promoção da identidade e desenvolvimento dos territórios nacionais e estrangeiros, designadamente ao nível económico, cultural e turístico.

Para o vereador da Câmara Municipal de Oleiros, Paulo Urbano, o convite vem “distinguir os artesãos do concelho, a nossa identidade e cultura. Esta decisão honra muito o Município”.

“Está a ser preparado um programa de inauguração do nosso stand com animação. Vamos estar representados com quatro artesãos que irão promover todo o saber-fazer Oleirense. É o caso do linho, das esculturas em ferro e pedra, da filigrana em arame ou das composições com pedrinhas da ribeira. Com o seu trabalho ao vivo e com a tradição que neles se encerra, o concelho de Oleiros volta a afirmar-se nesta grande mostra”

informa ainda Paulo Urbano

Tal como nas edições anteriores, o Município vai suportar o custo da presença dos artistas oleirenses (inscrição, viagem e alojamento).

A aposta do Município de Oleiros no Artesanato “é evidente e neste momento estamos a constituir uma Rede de Artesãos, apoiando e valorizando os artistas locais, mas também atraindo novos artesãos que, entretanto, se têm estabeleceram no concelho”. Prova disso é o facto de existir já uma comunidade estrangeira radicada na freguesia de Álvaro, “que tem acrescentado valor ao produto artístico que aqui é gerado e que mensalmente se reúne num certame local que começa a ganhar nome e que para além de um motivo de convívio, tem revelado enorme talento”, conclui Paulo Urbano.

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter