“Nem tudo o que vem à rede é… Fixe”

“Nem tudo o que vem à rede é… Fixe”

A Associação ‘Bora Ambientar leva o projeto “Nem tudo o que vem à rede é… Fixe” a 20 escolas do país.

Um provérbio popular, um trocadilho com a palavra inglesa “fish” e a urgência de um alerta. Foi a partir daqui que nasceu o nome do projeto “Nem tudo o que vem à rede é… Fixe”, com o qual a Associação ‘Bora Ambientar se estreia na sua missão de sensibilizar miúdos e graúdos para uma das maiores ameaças ambientais da atualidade: o lixo marinho.

O dia 19 de novembro, que marca o arranque da Semana Europeia da Prevenção de Resíduos, será também a data de apresentação pública do projeto “Nem tudo o que vem à rede é… Fixe”, uma iniciativa de educação ambiental promovida pela nova Associação ‘Bora Ambientar em todo o país, durante todo o ano letivo.

Entre as 10h e as 12h, caberá à Escola Básica de Manhente, no concelho de Barcelos, acolher o evento de lançamento do projeto, para o qual foi aliás fonte de inspiração. Tal como aconteceu em 2018, esta instituição de ensino irá instalar uma rede de pesca recuperada ao mar, com o propósito de sensibilizar alunos, docentes e funcionários a nela depositarem resíduos de plástico e metal que encontrarem fora dos locais apropriados.

Seguindo o exemplo de Manhente, mais 19 escolas situadas em locais costeiros, do Minho ao Algarve, aceitaram também o desafio de “ajustar contas com o lixo” e abrirão portas às várias atividades do projeto, que vão além da instalação da rede de pesca coletora de resíduos.

Ao longo do ano, serão realizadas várias “conversas” e workshops presenciais nas escolas com especial enfoque sobre o tema do lixo marinho, pela voz de especialistas convidados, cientistas, “artivistas” e também de pescadores que fazem do mar a sua segunda casa.

Os alunos serão também chamados a participar ativamente no projeto, através de ações de limpeza de praias a decorrer durante as interrupções letivas e da elaboração de peças artísticas com o lixo marinho recolhido, que integrarão a exposição itinerante “EXPOnha aqui o seu Peixinho”, que circulará pelo país.

Por outro lado, o contacto direto com os alunos servirá também como casting para eleger os próximos apresentadores e repórteres da série televisiva “Nem tudo o que vem à rede é… Fixe”, a produzir para o canal SIC K.

O projeto “Nem tudo o que vem à rede é… Fixe” conta já com o apoio institucional do Ministério da Educação/Direção-Geral da Educação e da Agência Portuguesa do Ambiente, e vai ter o patrocínio das entidades gestoras de resíduos.

CONTACTOS:

  • Paula Ribeiro, Vice-presidente da Associação ‘Bora Ambientar e professora na EB Manhente I paula.c.ribeiro@aeaf.edu.pt I tlm: 916 260 064
  • Carmen Lima, especialista em gestão de resíduos I tlm: 932 870 260
  • João Luís, coordenador nacional do projeto I tlm: 926 961 831 geral@borambientar.pt

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter