NÃO nos tomem por néscios, POR FAVOR!

 NÃO nos tomem por néscios, POR FAVOR!

imagem retirada de https://www.extraclasse.org.br

Quando se falava muito sobre um determinado assunto, enchendo noticiários, o meu pai que apenas tinha o ensino secundário mas, que Deus o tinha dotado de uma inteligência saudavelmente invejável, dizia com toda a prontidão “ Isto não interessa para nada, não é o mais importante, estão a distrair-nos de alguma coisa….” E assim era, verificava-se, com o decorrer do tempo, que aquelas notícias se esvaziavam, de interesse sem motivo aparente.

Atualmente, acontece a mesma coisa. Aqui em Portugal aparece uns casos Berardo e Filipe Vieira para nos enfurecermos e concentrar as nossas atenções nestes senhores e esquecer outros, para mim bem mais graves, como a morte acidental de um jovem pobre que deixa filhos e nada acontece ao que causou este acidente pelo simples facto de se tratar do motorista de um ministro. Por mais dinheiro que nos tenham roubado nada é comparável a uma vida humana. Pois é, mas o problema está aí o valor que damos a cada pessoa enquanto tal, como afirmou o nosso Queridíssimo Papa (que esperamos tê-lo em breve completamente recuperado) em Estrasburgo estamos a viver uma época orientada por” estilos de vida um pouco egoístas, caracterizados por uma opulência actualmente insustentável e muitas vezes indiferente ao mundo circundante, sobretudo dos mais pobres”.

Infelizmente não é só aqui em Portugal que se pretende desviar as atenções, enquanto o mundo se atemoriza (ou  nos querem atemorizar) com esta pandemia, paulatinamente a cultura de morte que se foi instalando de um modo subtil no início do século passado, vai tomando conta desta velha Europa cujas raízes cristãs  estão morrendo e , se nada fizermos , não podemos depois queixar-nos.

O Santo Padre no  mesmo discurso refere “…A promoção dos direitos humanos ocupa um papel central no empenho da União Europeia que visa promover a dignidade da pessoa, tanto no âmbito interno como nas relações com os outros países…”, mas logo questionou “…Que dignidade existe quando falta a possibilidade de exprimir livremente o pensamento próprio ou professar sem coerção a própria fé religiosa?” que questão tão atual quando em Espanha o PSOE (que faz parte da coalizão social-comunista presidida por Pedro Sánchez) apresentou um projeto de lei para punir mesmo com sentenças de prisão aqueles que rezam diante de abortistas ou socorristas que oferecem alternativas às mães que vêm ter com estes![1] Ou ainda, o Parlamento Europeu aprovou o chamado “relatório Matic“, que postula o aborto como um direito humano e considera a objeção de consciência dos profissionais de saúde como uma recusa de assistência médica[2]! Ou seja, um médico ou mata ou não pode exercer! Onde está o juramento de Hipócrates e a ética médica? Então, Ordem dos Médicos, onde está a defesa da vida? Não vos ouço?

Aqui em Portugal um casal e mais dois dos seus filhos são crucificados, porque lutam pela dignidade da Pessoa Humana e não abdicam da verdade para satisfazer as grandes multinacionais.

Toda esta ideologia está coberta, segundo a fonte citada anteriormente, com financiamento de biliões de dólares, através  das fundações Rockefeller, Ford, Open Society (Georges Soros) e Gates (Bill e Melinda Gates, agora divorciados)  que cobriram as necessidades económicas do aborto internacional. Atuam de acordo com o Banco Mundial e o Fundo de População das Nações Unidas, que, por sua vez, colaboram com as grandes multinacionais de aborto: Planned Parenthood e Mary Stopes.

Assim, meus senhores, não nos tomem por néscios, o que comanda as vossas vidas é apenas uma coisa: O dinheiro!!! E agora pergunto, quando deixardes esta Terra o que levais?

  • [1] Religión en liberdad
  • [2] idem

*Maria Guimarães

Subscreva a nossa newsletter