Igreja: Matriz de Cardigos celebrou 50 anos

Igreja: Matriz de Cardigos celebrou 50 anos
António Manuel Silva

O cinquentenário da inauguração oficial das instalações da nova Igreja Matriz de Cardigos foi assinalado no dia 02/01/2020 (Domingo) com um conjunto de cerimónias religiosas presididas por Dom Antonino Dias, bispo da diocese de Portalegre-Castelo Branco, coadjuvado pelo pároco, Cónego António Assunção, pelo diácono Manuel Cardoso e pelo acólito Rui Fouto.

Por coincidência do calendário religioso, o Povo cristão celebrava a “Epifania” que significa revelação, manifestação e compreensão, sendo o tempo em que Deus “revelou” o seu Filho ao mundo e os Reis Magos compreendendo o significado da estrela a seguiram e foram oferecer ao Menino as suas prendas.

Curiosamente, também o Povo cristão de Cardigos, precisamente no cinquentenário da inauguração da sua igreja matriz, quis assinalar a efeméride com a oferta da instalação e bênção do sacrário, recentemente recuperado, que havia constituído local de guarda do Santíssimo Sacramento (SS) na primitiva igreja matriz de Cardigos que foi construída no século XVI e serviu até aos anos 30 do século XX quando foi substituída pela denominada igreja nova que, por sua vez, ficou inactiva no início dos anos 70 com a entrada em funções da actual no mesmo lugar da primitiva. Desta forma, o actual sacrário e a pia baptismal, são duas peças artísticas que, provenientes da igreja primitiva, fazem a ligação do passado ao presente unindo a memória de muitas gerações de cardiguenses que vão mantendo e transmitindo a Fé e algumas tradições ligadas à religião.

Celebrada a Missa correspondente ao domingo da Epifania durante a qual foi benzido o “novo” sacrário, o Pároco, Cónego António Assunção, que já havia feito uma saudação de boas vindas, informou que está em preparação a edição de uma pequena monografia sobre a actual Igreja Matriz de Cardigos a qual será apresentada e distribuída logo que a tipografia a disponibilize, ficando, ela própria, a constituir uma peça relevante na efeméride do cinquentenário da I. Matriz.

No final, foi distribuída uma lembrança alusiva à efeméride constituída por uma pequena vela produzida e oferecida pela firma “Vip – Velas e Ceras, Unipessoal Lda”, de Sérgio Martins que teve a colaboração de alguns adolescentes de Cardigos.

Estiveram presentes cerca de centena e meia de pessoas que cumpriram as normas determinadas pela DGS.

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter