Distrito: Dispositivo de combate a incêndios conta com 910 operacionais e sete meios aéreos

Distrito: Dispositivo de combate a incêndios conta com 910 operacionais e sete meios aéreos

O distrito de Castelo Branco conta este ano com um dispositivo de combate a incêndios composto por 199 equipas, que incluem 910 operacionais, 203 veículos e sete meios aéreos em permanência, anunciou hoje a Proteção Civil.

Em comunicado, o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco explicou que o dispositivo terrestre de combate a incêndios do distrito, durante o período de maior empenhamento, entre 01 de julho e 30 de setembro (Nível IV), “relativamente ao ano transato, representa um incremento de cerca de 11% em relação ao número de operacionais”.

Este aumento de operacionais resulta principalmente “do considerável reforço”, efetuado através da criação de 11 novas Equipas de Primeira Intervenção (EIP), levado a cabo pelos Corpos de Bombeiros do distrito de Castelo Branco este ano.

Deste total, fazem parte equipas dos corpos de bombeiros, Força Especial de Proteção Civil (FEPC), Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), Unidade de Emergência de Proteção e Socorro (UEPS) da GNR, Equipas Municipais de Incêndios Florestais (EMIF) e equipas da AFOCELCA.

Já em relação aos operacionais envolvidos, o maior número pertence aos bombeiros (372), dos quais 137 são das Equipas de Intervenção Permanente, seguido do ICNF (185), da GNR (122), das Equipas Municipais de Incêndios Florestais (67), da AFOCELCA (40) e da Força Especial de Proteção Civil (34).

Em relação ao dispositivo aéreo, o distrito de Castelo Branco conta com sete meios aéreos em permanência: dois helicópteros ligeiros, um helicóptero médio, dois aviões médios e dois aviões pesados, distribuídos pelos Centros de Meios Aéreos de Castelo Branco, Covilhã e Proença-a-Nova.

Desde o dia 07 que está em funcionamento a Rede Nacional de Postos de Vigia, da responsabilidade da GNR, composta por 20 postos de vigia, para prevenir e detetar incêndios.

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter