Proença-a-Nova: Potencialidades de trekking promovidas

Proença-a-Nova: Potencialidades de trekking promovidas

A vencedora da edição de 2021 da ultramaratona PT281+, Claire Bannwarth, e o sexto classificado, Luca Papi, estiveram em Proença-a-Nova entre os dias 21 e 25 de junho para promover as potencialidades de trekking no concelho, mas também os percursos pedestres marcados, como a Grande Rota da Cortiçada, o património construído e as aldeias.

Esta trekking Trip, chamada de PÉS – Passear É Saudável -, foi organizada, com o apoio do Município, pela Horizontes Turismo Desportivo, com o objetivo de divulgar de igual forma a edição de 2022 da PT281+, uma ultramaratona que será realizada precisamente de 21 a 25 de julho entre os concelhos de Belmonte e de Proença-a-Nova, estando as inscrições a decorrer neste momento.

salienta a autarquia de Proença-a-Nova

Com início no Parque Urbano Comendador João Martins, em Proença-a-Nova, junto ao quilómetro zero da Grande Rota da Cortiçada, a aventura de Claire e Luca levou-os, no primeiro dia, pela GR39, com passagens pelas praias fluviais da Aldeia Ruiva e do Malhadal, Miradouro Geomorfológico das Corgas, terminando na aldeia de Cunqueiros 51 quilómetros depois. No segundo dia, o percurso contemplou a Praia Fluvial da Fróia, as aldeias de Oliveiras, Montes da Senhora, Mó, Cerejeira e Chão Redondo, as zonas balneares de Alvito da Beira e Cerejeira e o topo da Serra das Talhadas, totalizando quase os 47 quilómetros.

No dia 23 de junho, a etapa levou os atletas pelos Carregais, Portas do Almourão, Sobral Fernando, Foz do Cobrão, Vale da Mua, Pedra do Altar, Vale Clérigo, Espinho Pequeno, Moitas e Figueira, somando mais 30 quilómetros. No dia seguinte, o sul do concelho foi o destino, com mais 45 quilómetros que incluíram passagem pelo moinho de água da Foz do Pereiro e o moinho de vento do Pergulho e ainda pelas aldeias de Vale de Água, Relva da Louça e Galisteu. No último dia de PÉS, aberto à participação de público, o percurso envolveu as aldeias próximas de Proença-a-Nova, nomeadamente Sarzedinha, Braçal, Amoreira, Casalinho e Vale d’Urso.

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter