Castelo Branco: Detido por caça junto a linha de caminho-de-ferro

Castelo Branco: Detido por caça junto a linha de caminho-de-ferro

O Comando Territorial de Castelo Branco em comunicado à redação do Jornal de Proença informa que, através do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Castelo Branco, no dia 25 de setembro, deteve em flagrante um homem de 71 anos, pelo exercício de caça em terrenos não cinegéticos, no concelho de Castelo Branco.

No âmbito de uma ação de fiscalização ao exercício do ato venatório, os elementos do NPA detetaram o suspeito quando estava a praticar o exercício da caça a menos de 100 metros de uma linha de caminho-de-ferro.

No decorrer da ação o suspeito foi detido e constituído arguido, tendo sido apreendida uma arma de fogo e dois cartuchos.

Os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Castelo Branco.

A GNR relembra que entre outros locais, constituem áreas de proteção (áreas onde o exercício da caça pode causar perigo para a vida, saúde ou tranquilidade das pessoas ou constitui risco de danos para os bens) os seguintes locais: Praias de banho, terrenos adjacentes a estabelecimentos de ensino, hospitalares, prisionais ou tutelares de menores, científicos, lares de idosos, instalações militares ou de forças de segurança, estabelecimentos de proteção à infância, estações radioelétricas, faróis, portos marítimos e fluviais, aeroportos, instalações turísticas, parques de campismo e desportivos, instalações industriais e de criação animal, bem como quaisquer terrenos que os circundem, numa faixa de proteção de 500 m; Povoados numa faixa de proteção de 250 m; As estradas nacionais (EN), os itinerários principais (IP), os itinerários complementares (IC), as auto-estradas, as estradas regionais das Regiões Autónomas (ER) e as linhas de caminho de ferro numa faixa de proteção de 100m.

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter