Carta aberta ao Senhor Cardeal Patriarca de Lisboa

Carta aberta ao Senhor Cardeal Patriarca de Lisboa
Flora Teixeira e Costa

Sou doutorada em Química e mestre em Filosofia. Não me considero, por isso, destituída de capacidade de julgar.

O que está a acontecer consigo, Senhor Cardeal, é exatamente aquela cena de Jesus com a mulher samaritana, a quem uns quantos queriam apedrejar mas que, depois de Jesus ter convidado o que estivesse sem pecado a atirar a primeira pedra, um a um foram-se embora.

Hoje e neste caso, alguns poucos que sabemos fazer muito barulho – todos nós, pecadores, porque somos seres humanos -, insurgimo-nos aos gritos contra um possível erro de um outro ser humano como nós. Por quê? Para mascarar as inúmeras vezes que nas nossas vidas errámos. E errámos tanto, Senhor Cardeal! Tanta dor provocada aos que nos rodeiam e tão poucos pedidos de perdão. Apesar de querermos disfarçar, a consciência – essa maldita coisa da qual não nos conseguimos livrar -, grita-nos por dentro o quão feio somos. E custa, ai se custa! Que contraste com a nossa superfície instagramica, onde apenas aparece a felicidade digital feita de bites e bytes.

De repente, a quebra do confinamento interior que nos obriga a conviver ininterruptamente com a nossa mediocridade, de repente a oportunidade de atirar pedras, não já a um desgraçado que no semáforo faz malabarismos mas, …a um cardeal! A alguém importante. Esse arreganhar de dentes, porque não é a qualquer um, faz-nos sentir gigantes!

Mas, Senhor Cardeal, no fundo somos pigmeus que não podemos atirar a primeira pedra, pois temos telhados de vidro.

Por isso, em nome de todos, tenha compaixão de nós, nosso querido pastor. Permaneça no seu posto, não rejeite a cruz. Há muitos pecadores que rezam por si! Tantos que precisam da sua fortaleza. Precisamos do seu exemplo nesta prova.

Se porventura cometeu um erro, pois nós cometemos milhares.

Se já se arrependeu, pois nós ainda não; e por isso mesmo somos dignos da sua piedade, da sua oração e da sua valentia.

Como agradeceremos a sua fé na oração poderosa dos pecadores que rezam unidos pelo seu bispo!

PS- Rezamos por todos os que são e foram vítimas deste crime hediondo.

*Flora Teixeira e Costa

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter