Às 16 horas do dia 25 a Paz conta consigo

Às 16 horas do dia 25 a Paz conta consigo
Dom Antonino Dias

Não esqueça, esta hora também grita por si! Para que tal hora não passe despercebida, acione o despertador do seu telemóvel, organize-se, anuncie e estimule. Se há muitas formas de ajudar, esta é uma delas. Mesmo com algum transtorno na sua lide diária, una-se em oração a milhões de pessoas neste momento tão triste da história humana em que multidões sofrem as prepotências de quem se julga dono e senhor de tudo e de todos. Depois de tantos apelos à oração pela paz, depois do Papa Francisco apelar ao dia de jejum em Quarta-Feira de Cinzas pela mesma causa, desde o dia 17 de março que pessoas de boa vontade estão em novena de preparação para a consagração da Rússia e da Ucrânia ao Imaculado Coração de Maria, Rainha da Paz. Acontecerá na próxima sexta-feira, dia em que também começam as “24 Horas para o Senhor”.

Para maior divulgação e reiterar o convite para que permaneçamos unidos nesse solene momento, faço eco das notícias que, a esse pretexto, vão sendo publicadas em Vatican News. Foram os líderes católicos da Ucrânia que pediram ao Papa Francisco esta consagração, enquanto, “nesta dolorosa e difícil situação de guerra”, continuam “a rezar, celebrar a Santa Missa, adorar o Santíssimo Sacramento, jejuar e oferecer nossos sofrimentos pedindo a misericórdia de Deus”. E manifestam-se “muito felizes pelo fato de o Santo Padre ter respondido positivamente ao pedido dos bispos da Igreja Católica Latina, de todos os seus sacerdotes e de todo o seu povo”, afirmou o arcebispo de Lviv, Ucrânia. Com o propósito de quererem preparar o povo, convocaram “todos os cristãos na Ucrânia a se juntarem a esta novena e – dizem – ficaríamos muito gratos se toda a Igreja ao redor do mundo se unisse a nós em oração por essa intenção”. Neste comum sentir, o Papa Francisco convidou os bispos de todo o mundo, os seus sacerdotes e toda a gente de boa vontade a se unirem a ele na oração pela paz e pela consagração da Rússia e da Ucrânia ao Imaculado Coração de Maria. Francisco fará a Consagração em 25 de março, Solenidade da Anunciação do Senhor, às 16 horas de Lisboa, numa Celebração da Penitência a que presidirá na Basílica de São Pedro. O mesmo será feito em Fátima, à mesma hora, pelo cardeal Konrad Krajewski, enviado do Papa. Bispos de toda a Igreja e todos os bispos católicos da Ucrânia, tanto de rito latino como gregos-católicos, se unirão também neste ato de consagração, celebrando-o ao mesmo tempo nas suas catedrais e igrejas. Muitas pessoas, famílias, comunidades diocesanas e paroquiais por esse mundo além, se vão unir nesta Consagração e nesta oração pela paz entre os povos. Em plena e profunda comunhão com o Santo Padre, os Bispos portugueses procurarão estar presentes nesta celebração em Fátima. Será na Capelinha das Aparições, também às 16h00, durante a oração do Rosário. Pela parte que nos toca, apelamos a todas as pessoas, famílias, paróquias, comunidades, institutos de vida consagrada e outras instituições eclesiais para que assumam esta intenção de consagração nas celebrações desse dia, nomeadamente nas Vias-Sacras, nas Eucaristias, na Oração do Rosário e no itinerário “24 horas para o Senhor” que se inicia na tarde desse dia.

‘Nunca saberemos quanto bem pode fazer ao mundo uma oração simples, pequena e silenciosa. É uma força de amor, o poder do Espírito que sopra por toda a parte, transforma e converte. Para Deus tudo é possível, basta que se abra uma fenda no coração e muda as mãos assassinas. A oração não muda Deus através das palavras, a oração muda os corações e converte-os a Deus para que finalmente possam acolher os seus dons. O dom de Deus é o Espírito que com amor cura o mundo do ódio’.

Na Aparição de 13 de julho de 1917, em Fátima, Nossa Senhora pediu a consagração da Rússia ao Seu Imaculado Coração, afirmando que, se este pedido não fosse atendido, a Rússia espalharia “os seus erros pelo mundo, promovendo guerras e perseguições à Igreja“. “Os bons”, acrescentou, “serão martirizados, o Santo Padre sofrerá muito, várias nações serão destruídas“. Depois das aparições de Fátima, houve vários atos de consagração ao Imaculado Coração de Maria: Pio XII, em 31 de outubro de 1942, consagrou o mundo inteiro. Em 7 de julho de 1952, consagrou os povos da Rússia ao Imaculado Coração de Maria com a Carta Apostólica ‘Sacro vergente anno’, dizendo: “Assim como há alguns anos atrás consagramos o mundo ao Imaculado Coração da Virgem Mãe de Deus, agora, de forma muito especial, consagramos todos os povos da Rússia ao mesmo Imaculado Coração”.

São Paulo VI, em 21 de novembro de 1964, renovou a consagração da Rússia ao Imaculado Coração de Maria na presença dos Padres do Concílio Vaticano II. O Papa São João Paulo II compôs uma oração que definiu como “Ato de entrega” a ser celebrado na Basílica de Santa Maria Maior em 7 de junho de 1981, na Solenidade de Pentecostes. O texto afirmava:

“Ó Mãe dos homens e dos povos, Tu conheces todos os seus sofrimentos e as suas esperanças, Tu sentes maternalmente todas as lutas entre o bem e o mal, entre a luz e as trevas que abalam o mundo, acolhe o nosso clamor no Espírito Santo diretamente ao teu coração e abraça com o amor de Mãe e de Serva do Senhor aqueles que esperam mais este abraço, junto com aqueles que cuja entrega Tu também esperas de modo particular. Tomai sob a tua proteção materna toda a família humana que, com carinho afetuoso, a Ti, ó Mãe, nós confiamos. Que se aproxime para todos o tempo da paz e da liberdade, o tempo da verdade, da justiça e da esperança”.

Depois, para responder mais plenamente aos pedidos de Nossa Senhora, quis explicitar durante o Ano Santo da Redenção o ato de entrega de 7 de Junho de 1981, repetido em Fátima a 13 de maio de 1982. Em memória do Fiat pronunciado por Maria no momento da Anunciação, em 25 de março de 1984, na Praça São Pedro, em união espiritual com todos os bispos do mundo previamente “convocados”, João Paulo II confiou todos os povos ao Imaculado Coração de Maria, assim: “E por isso, ó Mãe dos homens e dos povos, Tu que conheces todos os seus sofrimentos e todas as suas esperanças, Tu que sentes maternalmente todas as lutas entre o bem e o mal, entre a luz e as trevas, que abalam o mundo contemporâneo, acolhe o nosso grito que, movido pelo Espírito Santo, dirigimos diretamente ao teu Coração: abraça com amor de Mãe e Serva do Senhor, este nosso mundo humano, que Te confiamos e consagramos, cheio de inquietude pela sorte terrena e eterna dos homens e dos povos. De modo especial Te confiamos e consagramos aqueles homens e nações que têm necessidade particular desta entrega e consagração”.

Em junho do ano 2000, a Santa Sé revelou a terceira parte do segredo de Fátima e o então arcebispo secretário da Congregação para a Doutrina da Fé, sublinhou que a Irmã Lúcia, numa carta de 1989, tinha confirmado pessoalmente que este ato de consagração solene e universal correspondia ao que Nossa Senhora queria: “Sim, foi feito”, escreveu a vidente, “como Nossa Senhora havia pedido, em 25 de março de 1984“. A mensagem de Fátima apenas lança um apelo sincero à conversão para que a humanidade possa ser salva do egoísmo que destrói. Seja qual for a crueldade dos homens, a mensagem da Senhora é clara: “O Meu Imaculado Coração triunfará“. O que significa isto? Joseph Ratzinger explica:

“Significa que este Coração aberto a Deus, purificado pela contemplação de Deus, é mais forte que as armas ou armamentos de qualquer espécie. O fiat de Maria, a palavra do seu Coração, mudou a história do mundo, porque introduziu neste mundo o Salvador: graças àquele ‘Sim’, Deus pôde fazer-Se homem no nosso meio e tal permanece para sempre. Que o maligno tem poder neste mundo, vemo-lo e experimentamo-lo continuamente; tem poder, porque a nossa liberdade se deixa continuamente desviar de Deus. Mas, desde que Deus passou a ter um coração humano e deste modo orientou a liberdade do homem para o bem, para Deus, a liberdade para o mal deixou de ter a última palavra. O que vale desde então, está expresso nesta frase: ‘No mundo tereis tribulações, mas tende confiança! Eu venci o mundo” (Jo 16, 33)”.

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter