Sertã: PSD questiona Governo sobre Instalação de central solar na Barragem do Cabril

Sertã: PSD questiona Governo sobre Instalação de central solar na Barragem do Cabril

A deputada do PSD, natural da Sertã, Cláudia André, eleita por Castelo Branco, questionou o ministro do Ambiente e Ação Climática sobre a instalação de uma central solar flutuante na barragem do Cabril. A informação, avançada em comunicado pelo partido, afirma ainda que o conjunto de questões enviadas ao ministro Duarte Cordeiro foi também assinado pelo deputado João Marques, eleito pelo distrito de Leiria, natural de Pedrógão Grande.

“A instalação da referida central levanta vários desafios de compatibilização de usos na albufeira do Cabril. As suas especificidades deveriam ter sido discutidas numa fase prévia ao procedimental concursal. Os municípios e outros agentes do território consideram que as suas preocupações não foram devidamente ouvidas e ponderadas”.

afirmam os deputados na missiva enviada

Os parlamentares destacam ainda os investimentos feitos “na valorização ambiental e na dinamização turística que poderão incorrer em risco face à ocupação de áreas da albufeira por painéis solares, dependendo da localização”. Cláudia André e João Marques salientam ainda o facto de estarmos em contexto de restrição hidrológica, entrando em período estival que trará restrições face à redução do nível de armazenamento”.

“Como serão acautelados os interesses dos municípios, das populações e dos agentes socioeconómicos na utilização da albufeira do Cabril face à instalação da central solar flutuante?; Como se compatibilizarão as atividades turísticas e os investimentos já realizados ou previstos com a operação da nova estrutura? e Que restrições poderão existir para as aeronaves que ali realizam abastecimento de água para combate a incêndios e que por razões de segurança requerem espaço para poderem operar?”. Os parlamentares querem ainda saber se “estão previstos benefícios ou contrapartidas económicas para os municípios abrangidos pela albufeira do Cabril que terão restrições adicionais ao usufruto do espelho de água?”

são algumas das questões levantadas pelos parlamentares

Recordar que a Voltalia informou ter conquistado o projeto de energia solar flutuante na barragem do Cabril. Esta central “vai ser instalada perto da barragem do Cabril, na Sertã”, e “a capacidade instalada será entre 33 MW [megawatt] e 40 MW, dependendo da otimização final do projeto”, adiantou a empresa, referindo que a estrutura, com 33 hectares, “vai fornecer energia verde para um volume equivalente ao consumo de 70.300 habitantes”.

A Câmara e o Clube Náutico de Pedrógão Grande manifestaram preocupação com o impacto da instalação da central solar flutuante. Já Carlos Miranda, autarca da Sertã, em declarações à Lusa, afirmou ter tido conhecimento pela comunicação social da instalação da referida central e que o atual executivo municipal não foi informado pelas autoridades competentes.

A barragem do Cabril, no rio Zêzere, une o concelho de Pedrógão Grande (distrito de Leiria) à freguesia de Pedrógão Pequeno (concelho da Sertã, distrito de Castelo Branco).

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter