Proença-a-Nova/Corgas: GNR encerrou restaurante/café com nove pessoas

Proença-a-Nova/Corgas: GNR encerrou restaurante/café com nove pessoas

O Comando Territorial da GNR de Castelo Branco, através do Posto Territorial da GNR de Proença-a-Nova, encerrou ontem, dia 4 de fevereiro, um estabelecimento de restauração e bebidas com nove pessoas por incumprimento das normas COVID-19, na localidade de Corgas, no concelho de Proença-a-Nova.

Na sequência de uma denúncia que dava conta que um estabelecimento se encontrava a servir refeições, os militares deslocaram-se de imediato para o local apurando que no seu interior encontravam-se nove pessoas a almoçar e a consumir bebidas.

revela a GNR

Esta ação culminou com a identificação das pessoas presentes no local, juntamente com o proprietário do estabelecimento.

Perante o incumprimento das medidas contra a COVID-19, foram elaborados dez autos de contraordenação, um ao proprietário por inobservância do dever de encerramento do estabelecimento e nove por incumprimento do dever geral de recolhimento domiciliário.

informa ainda a GNR

A Guarda Nacional Republicana continuará a desenvolver esforços de sensibilização e fiscalização para o cumprimento da legislação vigente, no sentido de conter a disseminação da COVID-19.

Para si... Sugerimos também...

2 Comentários

  • Que vergonha a destruírem a economia local, não bastava os incêndios criminosos do https://observador.pt/opiniao/distopia-a-portuguesa/erão passado, para os opressores virem agora atentar de novo contra o pobre povo das aldeias do interior deste pobre Portugal.

  • Olhem para os transportes públicos, os supermercados, os centros de saúde e outros locais, onde há centenas de pessoas, por vezes acumuladas. Uma dicotomia por vezes dificil de entender.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter