Os Novos Cardeais de Língua Portuguesa da Igreja Católica

Os Novos Cardeais de Língua Portuguesa da Igreja Católica

Missa de Acção de Graças do 50º aniversário da criação da Diocese de Díli

A criação de novos cardeais que falam português e naturais dos antigos territórios ultramarinos portugueses, no dia 27 de Agosto de 2022, marca para sempre um momento histórico para a Igreja Católica e também para a generalidade dos Católicos no mundo de Língua Portuguesa.

Sua Santidade o Papa Francisco ao presidir neste dia ao consistório para a criação de novos cardeais, incluindo o primeiro de Timor-Leste, o arcebispo de Díli, na Praça de São Pedro é desde já um sinal de reconhecimento dos homens de Fé deste país asiático e Estado-membro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) da importância que a Fé Católica representa nos trópicos, à volta do mundo.

Segundo a Agência Ecclesia o Santo Padre apelou para que “rezemos pelos novos cardeais, a fim de que, confirmando a sua adesão a Cristo, me ajudem no meu ministério de bispo de Roma, pelo bem de todo o Santo Povo de Deus“, pediu o Papa, após a recitação da oração pascal do ‘Regina Coeli’, no dia 29 de maio, quando anunciou a realização do consistório e a criação de 21 novos cardeais.

Ainda pela agência noticiosa católica o consistório para a criação de novos cardeais é o primeiro desde novembro de 2020; os nomes anunciados por Francisco incluem bispos de língua portuguesa, como o arcebispo de Díli (Timor-Leste), D. Virgílio do Carmo da Silva, de 53 anos, dois arcebispos brasileiros – D. Leonardo Ulrich Steiner, arcebispo de Manaus, e D. Paulo Cezar Costa, arcebispo de Brasília -, e o arcebispo de Goa e Damão, na Índia, D. Filipe Neri António Sebastião do Rosário Ferrão.

Para Vitório Rosário Cardoso, ex-adido de imprensa da Embaixada da República Democrática de Timor-Leste em Lisboa e ex-assessor de imprensa do Secretário Executivo da CPLP,

este é um momento de celebração, alegria e Fé e ao podermos assistir pela primeira vez à criação do cardeal de Timor-Leste, de total e inteira justiça tanto pela profunda e enorme Fé dos Timorenses em geral mas também dos Luso-Timorenses em particular, é o corolário da enorme formação Católica exemplar da Nação Timorense pois assim a Ásia de Língua Portuguesa está abençoada e na primeira oportunidade convidarei o Eminentíssimo Cardeal Dom Virgílio Carmo da Silva a visitar Portugal e Proença-a-Nova, terra natal de um dos Bispos de Macau que na altura tinha responsabilidades sobre a Igreja Católica em Timor Português“.

No ano de 2016 Vitório Rosário Cardoso, actual membro da Assembleia Municipal de Proença-a-Nova pelo PSD e a sua mulher, Helena da Cruz Mouro, natural dos Montes da Senhora, participaram nas celebrações e na Missa de Acção de Graças do 50.o aniversário da criação da Diocese de Díli, momento em que mantiveram um encontro e visita de cortesia com o então arcebispo de Díli, Dom Virgílio Carmo da Silva, no Paço Episcopal e, coincidindo com a Lua de Mel em Timor-Leste, o casal recebeu a bênção deste também sacerdote salesiano e ainda agraciados com o Tais* timorense .

* “O Tais é o tecido tradicional de Timor – Leste, utilizado como parte de vestuário. É elaborado artesanalmente por mulheres, em teares tradicionais de madeira, a partir de fio de algodão e depois tingidos com corantes naturais e sintéticos. Os padrões e os motivos são originalmente tradicionais, de diversas cores, ostentam interessantes desenhos geométricos, conhecidos localmente como Kaif. Representam figuras antropomórficas de braços e mãos esticados, figuras zoomórficas com diversos animais: crocodilos, pássaros, galos, peixes e elementos da natureza, compostos por folhas e plantas. Os Tais desempenham um papel importante na cultura de Timor. São utilizados em cerimónias de homenagem, festas e rituais religiosos que celebram as mudanças das várias etapas da vida do indivíduo: o nascimento, casamento e o enterro, em rituais anímicos, no status social, e ainda, como troca de presentes entre os membros da comunidade.” Gabinete do Património Histórico da CGD.

Veja também…

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter