Distrito: GNR deteve 3 homens por cultivo de canábis e apreendeu 28 plantas

Distrito: GNR deteve 3 homens por cultivo de canábis e apreendeu 28 plantas

Num curto espaço de 2 dias o Comando Territorial da GNR de Castelo Branco deteve 3 homens por cultivo de canábis e apreendeu 28 plantas.

De acordo com a GNR no dia 8 de Maio foram detidos “em flagrante dois homens de 55 e 60 anos e apreendidas sete plantas de canábis em Alcains, no concelho de Castelo Branco”. Dois dias depois, a 10 de Maio, foi detido “um homem de 61 anos e apreendido 22 plantas de canábis, no concelho de Penamacor”.

O homem de 61 anos, detido em Penamacor, e que foi conduzido para o Estabelecimento Prisional de Castelo Branco, possuía na sua propriedade “uma estufa com 22 plantas de canábis em vários estados de maturação.” A detenção ocorreu no âmbito de uma investigação para apurar a existência de estufas de cultivo de canábis.

Já por Alcains, no concelho de Castelo Branco, após uma denúncia a dar conta do cultivo de produtos estupefacientes, a GNR levou a cabo uma investigação que culminou com a realização de uma busca domiciliária “que permitiu detetar, dissimulada no quarto da habitação, uma estufa que continha sete plantas de canábis, em fase inicial de maturação”.

“No decorrer das diligências policiais constatou-se que a estufa estava equipada com um sistema de temporizadores, um sistema de irrigação com controlo de potencial hidrogeniónico (pH), controlo de temperatura e humidade e um sistema de ventilação com tubos de extração conectados a um filtro de odor, evitando assim que o cheiro das plantas denunciasse a existência da plantação no interior da residência.”

revela a GNR

Para além das plantas foram apreendidas cerca de 11 doses de canábis e respetivas sumidades, já em fase de secagem, assim como fertilizantes e todo o equipamento inerente à produção e manutenção da estufa. Os detidos foram construídos arguidos, e os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Castelo Branco.

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter