Ainda anda o moinho da Família Alves

 Ainda anda o moinho da Família Alves

O Jornal de Proença visitou o moinho da Família Alves na Amoreira (Proença-a-Nova).

O dia estava chuvoso e frio e porque havia muita água no ribeiro, foi uma oportunidade para o José Luís Alves “colocar o moinho a andar”.

Ver moinho a laborar

Este moinho é o primeiro de três neste ribeiro. Todos particulares, mas de uso comunitário. O assoreamento do ribeiro tirou capacidade à pequena barragem que abastece os dois moinhos seguintes.

Este moinho não é o original. Em 1952, o moinho original foi derrubado pela água. Nesse tempo, a família construiu um novo moinho um pouco mais afastado do leito do ribeiro e desde então, sempre que há caudal suficiente no ribeiro, é possível ver o moinho a trabalhar.

O moinho da Família Alves só moe milho. Os moinhos dos seus vizinhos também moem trigo e centeiro. O tipo de pedras para fazer a moagem é que ditam o tipo de cereal que pode moído.

“sempre fui habituado com o moinho. Sempre que há água, gosto de o colocar a trabalhar.

Umas vezes faço farinha para as galinhas e para os porcos; outras vezes, farinha para as papas de milho ou de carolo que tanto gosto…

Tenho um gosto especial por ver este pequeno tesouro a trabalhar.

Também gosto de o mostrar às pessoas. Se alguém o quiser visitar, tenho gosto em abrir a porta às pessoas da comunidade.

Antigamente havia muitos moinhos e era um meio que ajudava à subsistência das famílias. Hoje, é uma relíquia ter um moinho a trabalhar. Às vezes, penso que o moinho já não é só da nossa família, mas é um elemento cultural do nosso passado recente. É meu e nosso. Já faz parte da nossa identidade cultural.

José Luís Martins Alves

Ao Jornal de Proença, José Luís deixou o seu contato para os interessados em ver o moinho a trabalhar (965 662 151) o poderem contactar.

No concelho de Proença-a-Nova há outros moinhos a funcionar. Uns da União de freguesias de Proença-a-Nova e Peral, outros comunitários e outros ainda particulares; uns tocados a água e outros a vento.

Anualmente, no dia 7 de abril, Dia Nacional dos Moinhos, a Rede Portuguesa de Moinhos, com o apoio da TIMS, Sociedade Internacional de Molinologia, organiza a iniciativa “Moinhos Abertos de Portugal”.

Boas visitas ao Interior profundo!

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter