Abandono e Confiança

Abandono e Confiança
Maria de Jesus Barbosa, farmacêutica

Tinha uns 17 ou 18 anos quando li o Caminho pela primeira vez. Muitas foram as frases que se gravaram no meu coração e, de tal forma, que me acompanham até hoje, agora com 63 anos.

«Estás sofrendo uma grande tribulação? – Tens contrariedades? Diz, muito devagar, como que saboreando, esta oração forte e viril: “Faça-se, cumpra-se, seja louvada e eternamente glorificada a justíssima e amabilíssima Vontade de Deus sobre todas as coisas. – Ámen. Ámen?». Eu te garanto que alcançarás a paz». (ponto 691)

Este ponto concretamente, foi tão significativo para mim, que recorri a ele nas muitas provas e tribulações com que a vida me presenteou. Repeti-o vezes sem conta no silêncio do meu coração, na grande aflição, onde não via luz alguma que me desse esperança, na dor atroz.

Deus conhecia as provas que eu haveria de atravessar e nesta frase de S. Josemaria deu-me a escora, o pilar onde eu poderia, com segurança absoluta, firmar a minha fé e a minha confiança N’Ele.

Quantas vezes me senti triturada pela dor, mas sempre que a repetia renascia uma confiança no Seu Amor imenso por mim e a paz de quem tem a certeza que Deus NUNCA me abandonará!

E assim foi, de maneira que posso também dizer que apesar dos vários momentos de tribulação, estes não foram a maioria dos meus dias e Deus pôde mais.

Hoje, aconteça o que acontecer, sei em Quem deposito a minha confiança!

Para si... Sugerimos também...

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a nossa newsletter